BESSA GRILL
Início » Esportes » Milan quer concretizar vendas de Pato e Robinho até dia 3 de janeiro

Milan quer concretizar vendas de Pato e Robinho até dia 3 de janeiro

Gazzetta dello Sport' diz que clube rossonero está mais perto de negociar o camisa 9 com o Corinthians do que o Rei das Pedaladas com o Santos

29/12/2012 20:53

O Milan quer concluir as negociações para as saídas dos atacantes Robinho e Alexandre Pato até o próximo dia 3 de janeiro. A informação foi divulgada neste sábado pelo jornal italiano “Gazzetta dello Sport”. Enquanto o Rei das Pedaladas negocia com o Santos, o camisa 9 está praticamente fechado com o Corinthians. Reuniões em São Paulo, na data estipulada pelo clube rossonero, devem concretizar as vendas dos dois atletas para o futebol brasileiro.

O diretor esportivo do Milan, Adriano Galliani, está no Brasil para curtir as festas de fim com a esposa, que é brasileira. O dirigente vai passar a virada de ano no Rio de Janeiro e, em seguida, embarcar para São Paulo para definir a situação dos dois atletas. O caso de Alexandre Pato está mais adiantado. Porém, Robinho terá um caminho mais árduo até resolver por sua saída.

Para tirar Pato do Milan, o Corinthians vai investir cerca de R$ 40 milhões, R$ 14 milhões a menos do que os rossoneros pagaram ao Internacional para contar com o atacante em 2007. Outro fato que ajuda a equipe do Parque São Jorge é que o atacante já externou sua vontade de deixar Milão. No dia 21 de dezembro, o atleta reclamou por ter entrado apenas aos 22 minutos do segundo tempo do confronto contra o Anderlecht, da Bélgica, pela Liga dos Campeões.

A decisão de Pato de voltar ao Brasil passa também diretamente pelo técnico Tite. O treinador conversou com o jogador algumas vezes por telefone para tentar convencê-lo a deixar a Europa. Ambos são agenciados pelo empresário Gilmar Veloz. Longe de corresponder à expectativa criada quando foi contratado, o atacante acredita que poderá recuperar prestígio e espaço na seleção brasileira com a ida para o Timão.

Milan quer R$ 27 milhões por Robinho

Ídolo da torcida do Santos e desejo antigo da diretoria, Robinho é também aquele cuja negociação é a mais difícil. Além dos valores que o Milan exige, cerca de R$ 27 milhões, a pedida salarial do atacante (R$ 1,1 milhão) assustou a cúpula do futebol da equipe da Vila Belmiro. O vice-presidente rossonero, Adriano Galliani, porém, acredita na volta de Robinho ao Peixe – destino esse almejado pelo jogador.

No início da semana, em entrevista no Brasil, o dirigente do Milan afirmou que o futuro de Robinho tinha grandes chances de ser a Vila Belmiro.

– Acredito no Santos – disse Galliani.

O Atlético-MG também demonstrou interesse na contratação do jogador. O Flamengo chegou a cogitar a possibilidade de investir no Rei das Pedaladas, mas desistiu oficialmente da negociação por conta dos altos valores pedidos pelo atleta e pelo Milan.

Globo Esporte