BESSA GRILL
Início » Destaque » Grupos da morte, com 3 campeões… Veja o que pode acontecer no sorteio da Copa

Grupos da morte, com 3 campeões… Veja o que pode acontecer no sorteio da Copa

Simulações dão inédita combinação para ter na mesma chave três seleções que já venceram o Mundial. Fifa divulga critérios no dia 3 de dezembro

24/11/2013 06:49

 

Campeão da Copa das Confederações, o Brasil tem vaga direta em 2014 por ser país-sede. Foto: Victor R. Caivano/AP

O sorteio dos grupos da Copa do Mundo de 2014 , no Brasil, está marcado para 6 de dezembro, na Costa do Sauípe, na Bahia, e três dias antes a Fifa finalmente divulgará a divisão das seleções nos potes que formarão as chaves. Até agora, a entidade limitou-se a dizer que serão levados em conta critérios “esportivos e geográficos”.

Os cabeças de chave (pote 1) já são conhecidos, e foram definidos com base no ranking da Fifa: Brasil (país-sede), Espanha, Argentina, Alemanha, Suíça, Colômbia, Bélgica e Uruguai. Sabe-se também que um país do pote 1 não poderá ter em sua chave um rival do mesmo continente. A divisão dos outros três potes, no entanto, abre inúmeras possibilidades para o sorteio.

Mesmo com os critérios indefinidos é possível projetar chaves bastante curiosas e equilibradas para 2014. O iG Esporte   fez algumas projeções, uma delas com uma configuração inédita em Copas.

Após goleada, o Uruguai se classificou com um empate por 0 a 0 com a Jordânia. Foto: Eduardo Di Baia/AP
1/32

Até dez títulos mundiais no mesmo grupo

Seja qual for o critério adotado para o sorteio (geografia + ranking da Fifa, ou apenas ranking), a França ficaria no pote 3. Um dos potes, 2 ou 4, teria Itália e Inglaterra. Com Brasil, Argentina, Espanha, Alemanha e Uruguai como cabeças de chave, existe a possibilidade de três seleções campeãs mundiais formarem o mesmo grupo, algo inédito na história das Copas.

Uma configuração com Brasil, Itália e França, por exemplo, significa reunir dez títulos mundiais na mesma chave.

Nas Copas de 1970 (com Brasil x Inglaterra), 1986 e 2002, dois grupos contaram com duelos entre campeões mundiais pela primeira fase.

Messi x Cristiano Ronaldo x Ribery

Os mesmos critérios podem levar para a Copa de 2014 um confronto direto entre os favoritos a ficar com a Bola de Ouro, prêmio dado pela Fifa ao jogador eleito o melhor da temporada – a cerimônia será em janeiro. Para isso, Argentina, Portugal e França teriam de cair no mesmo grupo.

Isso significa que Lionel Messi, Cristiano Ronaldo e Franck Ribery podem se cruzar na primeira fase. E como avançam às oitavas de final apenas os dois primeiros de cada grupo, um deles voltaria mais cedo para casa.

Até três grupos da morte

A presença de seleções fortes nos potes 2 e 3 deixam boas as chances de a Copa do Mundo de 2014 ter mais chaves equilibradas, os chamados “grupos da morte”.

França, Itália, Holanda, Portugal e Inglaterra, reunidas com os cabeças de chave e outras equipes que costumam ser difíceis de serem batidas, como Estados Unidos, México, Rússia, Nigéria e Gana, podem render até três grupos da morte.

Rivais conhecidos

Além do risco de cair num grupo da morte, há a chance de o Brasil reeditar confrontos recentes. Por exemplo: se o critério de divisão dos potes for apenas o ranking da Fifa, periga repetir o grupo da seleção brasileira na Copa das Confederações deste ano: Itália, México e Japão. Se o fator geográfico for levado em conta, no entanto, apenas dois dos três adversários podem se repetir.

Há a possibilidade também de o Brasil cruzar com duas das três seleções que integraram seu grupo na Copa de 2010, na África do Sul: Portugal e Costa do Marfim – a Coreia do Norte, que também compunha a chave, não se qualificou para 2014.

Só as “babas”

As probabilidades são inúmeras, tanto para o pior quanto para o melhor. Por isso, o sorteio pode deixar o Brasil rodeado por seleções teoricamente fáceis em seu grupo.

Croácia, Grécia e Bósnia, pelo lado europeu, Argélia, Costa Rica, Honduras, Irá e Austrália são algumas “babas” que podem ser sorteadas na mesma chave.

Finais reeditadas

Espanha x Holanda (2010), Itália x França (2006), Brasil x França (1998), Brasil x Itália (1994), Itália x Alemanha (1982), Argentina x Holanda (1978), Alemanha x Holanda (1974) e Alemanha x Inglaterra (1966) são os confrontos que já decidiram Copas do Mundo e que podem se repetir na fase de grupos em 2014 dependendo do sorteio.

Tensões diplomáticas

Há também os jogos em que a expectativa e tensão extrapolam as quatro linhas, pois envolvem problemas diplomáticos. O duelo mais explosivo que pode acontecer na Copa de 2014 seria entre Bósnia-Herzegovina e Croácia, dois países desmembrados da antiga Iugoslávia, e cujos conflitos civis na busca pela independencia mataram mais de cem mil pessoas. Por motivos étnicos e religiosos, os povos costumam ser hostis quando se encontram.

Embora tenha acabado há mais de 30 anos, a Guerra das Malvinas ainda divide argentinos e ingleses, que lutaram pelo controle das Ilhas Malvinas, ou Falklands. O duelo entre as seleções pode se repetir em 2014, já que apenas os sul-americanos serão cabeças de chave.

Se apenas o ranking da Fifa for levado em consideração na divisão dos potes do sorteio, Estados Unidos e Irã podem cair no mesmo grupo. As duas nações estão em negociações diplomáticas, pois há o temor de que o país do Oriente Médio possa utilizar armas nucleares em conflitos. Iranianos e norte-americanos se enfrentaram na Copa de 1998, na França, e prevaleceu o espírito esportivo: os jogadores tiraram fotos juntos e trocaram presentes.

Do  Ig