BESSA GRILL
Início » Esportes » Flamengo vira sobre Palmeiras,e deixa Kleina ameaçado

Flamengo vira sobre Palmeiras,e deixa Kleina ameaçado

4/05/2014 21:36

flamengoO Flamengo entrou no Maracanã, neste domingo, pela terceira rodada do Brasileirão, com Jayme de Almeida pressionado, em jejum de cinco jogos sem vitórias (entre o campeonato nacional, Carioca e Taça Libertadores) e com Alecsandro há três partidas sem marcar. Cenário complicado, mas que virou passado neste domingo à tarde. Depois de sair atrás no placar, o Rubro-Negro virou para cima do Palmeiras e venceu por 4 a 2, resultado que tem parcela fundamental de contribuição do seu treinador. No intervalo, ele substituiu Nixon por Lucas Mugni, e o time carioca dominou completamente o segundo tempo, quando definiu o placar. Paulinho, Márcio Araújo e Alecsandro (duas vezes) marcaram para o Rubro-Negro; Wesley e o estreante Henrique fizeram para o Verdão. A partida teve um público pagante de 16.318 torcedores, com 21.082 presentes, e renda de R$ 763.125,00.

A vitória faz o Flamengo respirar aliviado, com quatro pontos, e diminui a pressão sobre Jayme de Almeida. Do outro lado, Gilson Kleina vê o clima ficar ruim, já que o Verdão estaciona nos três pontos e acumula a segunda derrota consecutiva. Para piorar, o time acabou de perder Alan Kardec para o rival São Paulo e tenta se remontar no meio do Brasileirão.

Jayme de Almeida apostou em uma formação ofensiva, no 4-3-3, com um meio de campo de pouca marcação. Exposto, o Fla deu espaço para o Palmeiras, e Valdivia aproveitou a liberdade para comandar o Verdão na etapa inicial. Mesmo fora de casa, o time paulista tomou a iniciativa e aproveitou bem as jogadas pelas laterais. Mas foi de longe que Wesley soltou uma bomba para abrir o placar no Maracanã. Paulinho descontou rapidamente, mas no fim da etapa inicial Henrique definiu o 2 a 1 parcial. Curiosamente, o atacante, que fez sua estreia, recusou proposta rubro-negra antes de acertar com o Verdão.
No fim do primeiro tempo Fernando Prass sentiu dores no cotovelo e foi substituído por Bruno. Na saída para o vestiário, Alecsandro fez “profecia” da virada em entrevista para a TV Globo. E tudo se confirmou com a bola rolando, após a substituição de Jayme de Almeida. Lucas Mugni ajudou o Fla a preencher o meio de campo, e a marcação melhorou. Valdivia não teve mais liberdade, e Negueba, pela esquerda, deu muito trabalho aos defensores verdes. Márcio Araújo empatou, e o centroavante definiu o placar com mais dois gols, com direito a “sambadinha” na comemoração.
Agora, o Flamengo tem o clássico contra o Fluminense, no próximo domingo, às 16h, novamente no Maracanã. O jogo será válido pela quarta rodada do Brasileirão. O Verdão, por sua vez, volta as atenções para a Copa do Brasil, pois enfrentará o Sampaio Corrêa, do Maranhão, no estádio Castelão, em São Luis, na quarta-feira, às 22h, pela segunda fase do torneio nacional.