BESSA GRILL
Início » Destaque » Flamengo e Botafogo ficam no empate e Rubro-Negro se complica

Flamengo e Botafogo ficam no empate e Rubro-Negro se complica

O resultado manteve o Botafogo na terceira colocação, com oito pontos, mas Fluminense e Vasco ainda jogam na rodada e podem se distanciar na frente.

2/04/2016 23:39

Botafogo e Flamengo fizeram um clássico disputado em Juiz de Fora (foto: Gilvan de Souza/CRF)
Botafogo e Flamengo fizeram um clássico disputado em Juiz de Fora (foto: Gilvan de Souza/CRF)

Botafogo e Flamengo disputaram o clássico da quinta rodada da Taça Guanabara, segunda fase do Estadual, no estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG). O jogo de quatro gols terminou com o empate de 2 a 2, que não foi bom para nenhum dos times, especialmente para o Rubro-Negro. No primeiro tempo, Joel Carli abriu o placar aos 13, e Alan Patrick empatou aos 32. Na etapa final, Rodrigo Lindoso colocou o Fogão na frente, aos dez, após rebote na cobrança de um pênalti, e Marcelo Cirino empatou aos 36 minutos.

O resultado manteve o Botafogo na terceira colocação, com oito pontos, mas Fluminense e Vasco ainda jogam na rodada e podem se distanciar na frente. Já o Flamengo, que está fora da zona de classificação, em sexto com seis pontos, tem apenas mais duas rodadas para não ficar de fora das semifinais.

Precisando de tempo para se recuperar do desgaste pela maratona de jogos, o Flamengo só retorna a campo no próximo domingo para encarar o Boavista, pela sexta rodada, no Raulino de Oliveira. Já o Botafogo encara o Bangu, em São Januário, no mesmo dia.

O jogo – Os primeiros 45 minutos de Botafogo e Flamengo foram de equilíbrio e bem movimentados. O Alvinegro foi melhor no início e abriu o placar, mas o Fla reagiu, controlou a posse de bola e empatou antes do intervalo. Jefferson teve atuação de destaque e salvou o Botafogo em duas oportunidades. Logo aos cinco minutos de bola rolando, após escanteio cobrado da esquerda, Ederson cabeceou para baixo, obrigando o goleiro a fazer grande defesa. Na sequência, Joel Carli afastou.

Joel Carlí marcou pela segunda vez com a camisa alvinegra (foto: Vítor Silva/SSPress/BFR)
Joel Carlí marcou pela segunda vez com a camisa alvinegra (foto: Vítor Silva/SSPress/BFR)

O Bota teve uma baixa no início da partida. Aos sete minutos, o volante Aírton sentiu uma lesão muscular na coxa e teve de ser substituído por Fernandes. Os comandados de Ricardo Gomes passaram a pressionar o adversário e aos nove minutos quase conseguiram o primeiro gol. Ribamar é lançado em velocidade e invadiu a área. Ao tentar a conclusão, acerta a zaga, mas no rebote, Salgueiro tenta da entrada da área mas manda para fora.

Aos 13, a trama Alvinegra foi bem sucedida. Salgueiro levantou na área, Paulo Victor saiu mal e a bola sobrou para o zagueiro Joel Carli, que, de primeira, tocou para o gol. O Flamengo não se abalou com a desvantagem e foi para a cima. Jefferson voltou a ter trabalho aos 16 minutos. Paolo Guerrero sofreu falta perto da área pela esquerda do ataque, Alan Patrick cobrou no ângulo direito e goleiro alvinegro voou para espalmar.

Aos 25, saiu a melhor chance do Rubro-Negro no jogo até o momento. Renan Fonseca fez uma lambança ao atrasar uma bola e deixou Guerrero livre diante de Jefferson, mas o goleiro saiu bem e o atacante acabou chutando em cima dele.

O empate veio com um golaço de Alan Patrick, aos 32 minutos. Ederson abriu para Rodinei na direita, o lateral cruzou de primeira e Rodrigo Lindoso afastou de cabeça. A bola sobrou para Alan Patrick na entrada da área, que ajeitou com a direita e chutou com a canhota no ângulo de Jefferson.

Na volta do intervalo, Muricy mudou a equipe: Ederson deu lugar a Emerson Sheik. Já o Bota retornou sem alterações. O primeiro lance de emoção na segunda etapa teve Emerson Sheik como protagonista. Ele avançou em velocidade e foi derrubado por Joel Carli, quase na linha da área. Alan Patrick tentou a cobrança por baixo, mas desperdiçou mandando para fora.

Com boa movimentação, passes precisos e um belo gol marcado, Alan Patrick foi o destaque do Fla (foto: Gilvan de Souza/CRF)
Com boa movimentação, passes precisos e um belo gol marcado, Alan Patrick foi o destaque do Fla (foto: Gilvan de Souza/CRF)

O Flamengo era melhor no jogo, mas foi o Botafogo que conseguiu passar na frente, mais uma vez contando com uma falha da retaguarda Rubro-Negra. Ribamar recebeu na área, Wallace errou o tempo da bola e acabou calçando o atacante alvinegro. O árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Rodrigo Lindoso errou, mas Paulo Victor deu rebote e Fernades apareceu para devolver para o companheiro, que, dá pequena área, só teve o trabalho de empurrar para o gol.

Novamente em desvantagem, os comandados de Muricy demoraram um pouco a se reorganizarem em campo, e só chegaram com perigo aos 21 minutos. Arão cruzou, mas a bola foi direto para o gol e pegou Jefferson desprevenido. O goleirão tentou voltar e acabou dando sorte, porque a bola saiu por cima do gol.

Dois minutos depois, Alan Patrick deu um bolão para Cirino em profundidade. O atacante tirou Jefferson da jogada e mandou para o gol, mas antes dela entrar, o lateral Diogo Barbosa conseguiu afastar. Enquanto o Flamengo partia para o ataque, o Botafogo tentava o contra-ataque.

Destaque do Flamengo na tarde deste sábado, o meia Alan Patrick pediu para ser substituído. Muricy chamou Gabriel, e o atacante entrou em campo aos 29 minutos. Gabriel, por sinal, participou do gol de empate, aos 36. A jogada começou com Sheik, que tocou para Arão, que rolou para Gabriel. O camisa 17 rubro-negro dominou no bico da área, levantou para Cirino cabecear para baixo e marcar o segundo do Flamengo.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 2 X 2 FLAMENGO

Local: Estádio Municipal Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG)
Data: 2 de abril de 2016 (Sábado)
Horário: 16h (de Brasília)
Renda: R$ 811.510,00
Público: 16.150 pagantes
Árbitro: Luis Antonio Silva dos Santos (RJ)
Assistentes: Dibert Pedrosa Moisés (RJ) e Wagner de Almeida Santos (RJ)
Cartões amarelos: Cuellar, Juan (Fla); Renan Fonseca, Bruno Silva, Joel Carli, Gegê, Fernandes (Bota)

Gols:
BOTAFOGO: Joel Carli, aos 13min do 1º tempo. Lindoso, aos 10min do 2º tempo
FLAMENGO: Alan Patrick, aos 32min do 1º tempo. Marcelo Cirino, aos 36min do 2º tempo

BOTAFOGO: Jéfferson, Luis Ricardo, Renan Fonseca, Joel Carli e Diogo Barbosa; Aírton (Fernandes), Bruno Silva, Rodrigo Lindoso e Gegê; Juan Salgueiro (Neilton) e Ribamar (Luis Henrique)
Técnico: Ricardo Gomes

FLAMENGO: Paulo Victor, Rodinei, Juan, Wallace e Jorge; Gustavo Cuéllar, Willian Arão e Ederson (Emerson Sheik); Alan Patrick (Gabriel), Marcelo Cirino e Paolo Guerrero (Felipe Vizeu)
Técnico: Muricy Ramalho.

www.reporteriedoferreira.com Por Gazeta