BESSA GRILL
Início » Esportes » Técnico critica antecessor e diz que nem Luxemburgo salvaria o Paraíba

Técnico critica antecessor e diz que nem Luxemburgo salvaria o Paraíba

Luís Carlos Mendes fez a sua estreia pelo time sertanejo. Ele reclamou do elenco e avisou que o time vai precisar de pelo mais oito reforços

17/01/2013 15:32

Luis Carlos Mendes, técnico do Paraíba de Cajazeiras (Foto: Lucas Barros / Globoesporte.com/pb)Luís Carlos Mendes reconheceu o péssimo
desempenho do Paraíba contra o Auto Esporte
(Foto: Lucas Barros / Globoesporte.com/pb)

O jogo contra o Auto Esporte era a estreia de Luis Carlos Mendes à frente do Paraíba de Cajazeiras. Mas a derrota para o Alvirrubro por 1 a 0, no Estádio da Graça, não deixou o técnico satisfeito. Mal chegou, ele já soltou o verbo. Disse que do jeito que está nem Vanderlei Luxemburgo salvaria o clube sertanejo e diz que agora espera uma reação do time no Campeonato Paraibano.

– Tivemos um desempenho ruim. Não só pelo resultado, mas pela péssima atuação. Se tivéssemos perdido o jogo, mas com uma boa desenvoltura dentro de campo, a gente ainda estava mais motivado. Fiquei triste. Mas é levantar a cabeça e esperar a próxima partida – afirmou Luis Carlos Mendes.

Para o treinador, o time vai precisar de mais reforços se quiser continuar na primeira divisão da competição no ano que vem.

– Com o elenco que temos atualmente nem Luxemburgo salvaria este time – desabafou.

Ainda de acordo com ele, pelo menos oito reforços serão necessários, mas que num curto prazo chegarão logo três nomes. Ele disse também que dispensas devem ocorrer no elenco.

Quem formou esta equipe foi muito infeliz”
Luís Carlos Mendes

– Estão chegando dois laterais e um zagueiro. Estão vindo do Vera Cruz, de Pernambuco, e do Baraúnas, do Rio Grande do Norte. Vamos conversar para chegar mais jogadores – frisou.

Por fim, ele criticou seu antecessor Edson Ferreira. Na verdade, ele não citou nomes, mas deixou claro para quem estava direcionado as reclamações.

– Quem formou essa equipe foi muito infeliz. O Campeonato é muito rápido, e quem chega depois, como eu, fica no prejuízo. Fico triste em dizer isso. Os meninos sabem jogar, apresentam qualidade, mas precisamos de mais.

O próximo confronto do Paraíba será contra o Nacional de Patos. A Cobra Coral do Sertão vai jogar no domingo, às 16h, no Estádio Perpetão, em Cajazeiras.

publicidade

G1