BESSA GRILL
Início » Esportes » Confederação dos EUA usa o Facebook para tentar manter a luta nas Olimpíadas

Confederação dos EUA usa o Facebook para tentar manter a luta nas Olimpíadas

Página na rede social busca fazer os internautas pressionarem o COI e até divulga telefone da assessoria de imprensa da entidade. Brasileiros também protestam

13/02/2013 07:09
Reprodução/Facebook

Confederação dos EUA cria página no Facebook para tentar manter luta olímpica nos Jogos

Após reunião do comitê executivo nesta terça-feira em Zurique, na Suíça, o COI (Comitê Olímpico Internacional) anunciou que as lutas livre e greco-romana devem deixar de fazer parte do programa olímpico a partir dos Jogos de 2020, cuja sede será escolhida em setembro. A notícia causou revolta na confederação dos EUA, que decidiu reagir imediatamente e criou uma página no Facebook chamada “Keep Wrestling in the Olympics” (Mantenham a Luta nas Olimpíadas).

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

A página tem como objetivo fazer com que os internautas se mobilizem e pressionem o COI a não levar essa decisão em frente. Em uma das postagens da página, aparece uma imagem com o que eles classificam como “uma lista de pessoas com quem você pode entrar em contato para ajudar na nossa causa”. Nesta lista, aparecem alguns patrocinadores do movimento olímpico e até mesmo a assessoria de imprensa do COI.

Espírito Olímpico:  COI rasga sua própria história ao excluir a luta dos Jogos

Medalha de ouro na categoria peso médio (até 74 kg) da luta livre nos Jogos de Londres, o norte-americano Jordan Burroughs usou outra rede social para se manifestar sobre o assunto. “Ainda não acabou. Nós vamos continuar lutando para salvar o esporte que amamos. Não pare de sonhar e não pare de acreditar”, escreveu Burroughs em sua conta no Twitter.

Não foram apenas os norte-americanos que se mostraram revoltados com a notícia. Pedro Gama Filho, presidente da CBLA (Confederação Brasileira de Lutas Associadas), escreveu no Twitter: “Espero sinceramente que o COI reconsidere esta opção. Um esporte fundador das Olimpíadas desde a antiguidade não pode ficar de fora dos Jogos”. Mais tarde, ele voltou a se expressar. “Vergonha do movimento olímpico. Onde estão os ideais? Será que estes ainda valem alguma coisa? Há algo muito sujo por trás disso tudo”, disse.

Quem também usou o Twitter para lamentar foi Joice Silva, única representante da luta brasileira nos Jogos Olímpicos de Londres. “Não acredito que isso vai se confirmar. Não pode se confirmar”, escreveu.

Do Ig