BESSA GRILL
Início » Esportes » Comissão impõe medidas para liberação de arquibancada do Estádio Almeidão

Comissão impõe medidas para liberação de arquibancada do Estádio Almeidão

11/03/2019 13:06

A Comissão Permanente de Prevenção e Combate à Violência nos Estádios, coordenada pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB), fez uma série de recomendações ao Governo do Estado e a clubes de futebol como condições para a liberação das áreas da arquibancada sombra e das cadeiras do Estádio Almeidão, na Capital. As medidas foram apontadas em reunião, na última sexta-feira (08/03), quando foi analisado o laudo apresentado pela Superintendência de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado (Suplan). A recuperação do concreto, a colocação de tapumes e de banheiros químicos são algumas das providências que devem ser adotadas.

De acordo com o coordenador da comissão, o procurador de Justiça, Valberto Lira, as medidas foram decididas tendo em vista a participação do Botafogo Futebol Clube em competições organizadas pela Confederação Brasileira de futebol (CBF), da Copa do Brasil e da Copa do Nordeste, além do clássico com o Campinense Clube pelo Campeonato Paraibano.

Participaram da reunião o engenheiro representante do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Paraíba (Crea-PB), Corjesu Paiva; o presidente da Comissão para elaboração dos Laudos de Segurança de responsabilidade da Polícia Militar, o tenente-coronel Otávio José de Melo Ferreira; o representante da Diretoria de Atividades Técnicas do Corpo de Bombeiros Militar, responsável pela elaboração dos laudos de Prevenção e Combate a Incêndio e Pânico, o capitão Hugo Bezerra Mendes.

Recomendações:

1. A Suplan, em caráter de emergência, deve adotar as providências necessárias para realizar as intervenções de recuperação do concreto na ‘platibanda’, objetivando assegurar a segurança aos torcedores que comparecerão ao estádios.

2. Para os próximos jogos envolvendo a equipe do Botafogo Futebol Clube, nos diversos jogos das disputas que o clube participa, deverá ser interditada, com tapumes, no seguinte modo: margeando a divisão das cadeiras com a arquibancada principal, numa distância de três metros para ambos os lados a partir do peitoril da marquise e igual distância tanto para a parte interior como para a parte exterior da divisão física das cadeiras com a arquibanca principal.

3. Os tapumes deverão ser colocados em chapas metálicas (alumínio).

4. Deverão ser disponibilizados cinco banheiros químicos destinados aos torcedores.

5. Os itens 3 e 4 são de responsabilidade do clube mandante do campo de jogo.

6. A liberação da parte atualmente interditada dependerá da comprovação do cumprimento aos itens 3 e 4 por parte do clube, perante a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, com antecedência de três dias, antes do dia designado para a partida.

7. Caso não sejam cumpridos os itens 3, 4 e 5, continuará a interdição existente atualmente.