BESSA GRILL
Início » Esportes » Briga de torcidas deixa três feridos com gravidade e paralisa jogo em SC

Briga de torcidas deixa três feridos com gravidade e paralisa jogo em SC

Torcedores protagonizam cenas de selvageria na Arena Joinville. Luiz Alberto chora: 'Estávamos vendo o rapaz tomando chute, golpe de madeira'

8/12/2013 17:33

 

Uma briga entre torcedores na arquibancada da Arena Joinville (veja o vídeo) paralisou o jogo entre Atlético-PR e Vasco aos 17 minutos do primeiro tempo, quando os paranaenses venciam por 1 a 0, na tarde deste domingo. Um grupo do Furacão e outro de cruz-maltinos protagonizaram cenas de selvageria, com trocas de socos e pontapés. A polícia demorou a agir e, somente depois de alguns minutos do início da confusão, alguns oficiais apareceram para conter o tumulto. Três pessoas removidas pela equipe médica estão em estado grave e já foram hospitalizadas, de acordo com o médico José Eduardo Dias, de plantão no estádio.

Porta-voz da Polícia Militar no caso, o policial Adilson Moreira explicou que não havia ninguém fardado na separação da arquibancada porque a responsabilidade era de uma empresa contratada pelo mandante. A PM, a princípio, apenas agia do lado de fora da Arena.

– É um evento privado, e a segurança era de responsabilidade de uma empresa privada contratada pelo Atlético-PR. Tudo vai ser analisado em razão das imagens. A Polícia Militar tinha que fazer o policiamento na parte externa do estádio, como está fazendo – afirmou Adilson.

confusão torcida Atlético-PR e Vasco jogo (Foto: Heuler Andrey / Agência Estado)Torcedor com pedaço de pau na arquibancada da Arena Joinville (Foto: Heuler Andrey / Agência Estado)

As cenas foram fortes, com torcedores levando pisões na cabeça e caídos desacordados nos degraus das arquibancadas. Muitos vascaínos, acuados, pularam no campo para escapar. Um helicóptero pousou no gramado para resgatar os feridos no incidente, minutos depois.

Durante a briga, jogadores dos times se encaminharam para perto da arquibancada para pedir que os torcedores parassem com a briga, que cresceu e tomou proporções impressionantes. Aos prantos, Luiz Alberto parecia não acreditar no que assistia e clamava pela paz.

– A gente estava tentando tirar os torcedores do Atlético. Estávamos vendo o rapaz deitado, tomando chute, levando golpe de madeira. É um ser humano. Isso precisa parar. A gente pedia para eles pararem, e eles não nos escutavam – afirmou o zagueiro do Furacão.

Info ATLETICO-PR VASCO Briga Torcidas (Foto: Infoesporte)Info ATLETICO-PR VASCO Briga Torcidas (Foto: Infoesporte)

A situação mexeu com todos os envolvidos na partida. Wendel falou em desastre.

– Triste esses confrontos, não tenho palavras. Deu para ver uma pessoa no chão, não sei o que aconteceu. Mais um desastre no nosso futebol brasileiro. Ano de Copa do Mundo, ano em que o Brasil vai ser visto para o mundo todo. É difícil. É difícil pensar em tirar o time do rebaixamento e espero que não tenha acontecido o pior. Por isso que a gente vem tentando criar esse Bom Senso. A gente quer organizar um pouco mais – afirmou o volante vascaíno.

Sem previsão de volta ao jogo

Ainda não houve a confirmação de que a partida está suspensa, mesmo com quase uma hora após o incidente. O trio de arbitragem ainda define o que fazer junto à PM e aos clubes.

confusão torcida Atlético-PR e Vasco jogo (Foto: Geraldo Bubniak / Agência Estado)
Atleticanos massacram um torcedor vascaíno no meio da arquibancada (Foto: Geraldo Bubniak / Agência Estado)
torcida do Atlético-PR jogo Vasco confusão (Foto: Raphael Zarko)
Saindo do centro, grupo de atleticanos avançou até a parte destinada aos vascaínos, atrás do gol  (Foto: Raphael Zarko)

 

Agência Estado