BESSA GRILL
Início » Esportes » Bernard chora em entrevista de despedida e promete voltar ao Atlético

Bernard chora em entrevista de despedida e promete voltar ao Atlético

O atacante Bernard não conteve as lágrimas em sua entrevista de despedida, realizada na tarde desta sexta-feira, na Cidade do Galo

9/08/2013 18:57

bernardEmocionado, o jovem atleta voltou a afirmar que não queria ter deixado o Atlético-MG para se transferir para o Shakhtar, mas disse que fez a escolha certa e prometeu retornar ao clube mineiro no futuro.

“Há o choro de felicidade. Tem o lado da tristeza, porque não queria ir embora, como deixei claro. Queria ficar aqui e a tristeza de deixar um clube com uma torcida apaixonada. Tudo ocorre na hora e no momento certo. Vou esperar o momento para voltar um dia”, disse Bernard.

O jovem atacante iniciou a coletiva falando sobre sua decisão de se transferir para o Shakhtar. Mas não conseguiu segurar as lágrimas e chorou ao falar da sua saída. “Vou sentir falta de tudo, porque o Brasil é um país maravilhoso. Construí uma história em um clube dentro da minha própria cidade. Vou levar comigo as boas lembranças, mas tenho de dar a resposta em campo na Ucrânia”, afirmou.

“Eu não queria ir, deixei bem claro para o presidente”, observou Bernard, acrescentando que a decisão de não deixar o Atlético não cabia a ele. “Tentei algumas coisas para que eu pudesse ficar, mas não obtive sucesso. Diante da pressão a decisão foi minha, lógico que a parte financeira ajuda. Eu trabalho para receber, a família foi para lá, gostou, viu a casa, que é boa, fiquei feliz por tudo o que vi”, acrescentou Bernard.

Bernard prometeu que retornará um dia para atuar novamente pelo Atlético e garantiu que visitará o clube quando possível. “Não é a última vez que estarei aqui. Quero estar aqui outras vezes. Quero agradecer à torcida pela paciência, a Deus, ao grupo, ao técnico, ao presidente. Seria difícil e complicado falar nome por nome, porque são muitas pessoas que me ajudaram a crescer dentro do clube. A história não termina aqui”, observou Bernard.

“Vou tentar de alguma maneira acompanhar o Galo de longe. Vários torcedores vão estar me acompanhando. Kalil é o presidente do clube, fez estrutura excepcional e o clube cresceu muito. Ele queria o melhor do clube. Cuca pediu para ter tranquilidade na escolha e não fazer nada precipitado”, complementou o jogador.

O jovem atleta, formado na base do Atlético e que subiu para o time profissional em 2011, chegando a atuar como lateral direito pelo técnico Dorival Júnior, agradeceu a oportunidade dada pelo clube mineiro de virar jogador profissional e realizar seu sonho. “O início eu queria somente jogar futebol. Não tinha noção da grandeza que ia me tornar dentro do Atlético, do que ia acontecer na carreira”.

“Treinava terça e quinta e depois veio para um mundo que se treina todos os dias e muda rotina. A partir do momento que as coisas ficaram sérias, comecei a ver a responsabilidade e o que poderia alcançar. Foi um começo que eu não esperava. Fui vendo que eu tinha capacidade de buscar meus sonhos”, acrescentou Bernard.