BESSA GRILL
Início » Esportes » Após discussão com técnico do Zenit, Hulk admite sair da Rússia em janeiro

Após discussão com técnico do Zenit, Hulk admite sair da Rússia em janeiro

Atacante brasileiro diz que sairá do time caso problema com o treinador não se resolva e deixa pistas de que Itália é um dos seus possíveis destinos em 2013

5/12/2012 14:58

O atacante brasileiro Hulk chegou ao Zenit nesta temporada. Porém, com quase seis meses de clube russo, o paraibano já cogita sua saída da equipe na próxima janela de transferência, em janeiro. Depois da eliminação na Liga dos Campeões, mesmo com a vitória sobre o Milan, nesta terça-feira, por 1 a 0, o jogador foi bem direto quanto ao motivo de uma possível transferência: o treinador Luciano Spalletti.

– Estou bem em São Petersburgo, minha família e meu filho também. Mas, se a situação com Luciano Spalletti não se resolver, devo sair em janeiro – falou ao site ”Premium Calcio”.

O problema entre os dois se evidenciou após a substituição do atacante, na última partida da Champions, quando discutiram. A vontade do brasileiro já despertou o interesse de alguns times europeus. Porém, Hulk revelou que ainda não sabe qual será o seu destino, caso saia do time russo. Mesmo assim, deixou no ar um possível contato de um clube italiano em seu futebol.

– Não sei se a Itália será o meu destino, mas tudo pode acontecer – despistou.

Spalletti também comentou a briga que teve com o jogador após a partida contra o Milan. O treinador lamentou a atitude do atacante, mas disse que se tiver que repetir a substituição fará novamente sem problemas.

Hulk é recebido por Luciano Spalletti no Zenit (Foto: Divulgação / Site oficial do Zenit)Hulk e Spalletti: relação abalada
(Foto: Divulgação /Site oficial do Zenit)

– Hulk faz e diz o que quer. Não terei problemas de substituí-lo novamente – falou o comandante.

O atacante chegou ao Zenit em uma negociação de € 40 milhões (R$ 111 milhões), depois de defender o Porto, de Portugal, por quatro temporadas. Hulk também foi convocado diversas vezes por Mano Menezes para defender a seleção brasileira, e era um jogador importante para o esquema sem centroavante do ex-técnico da equipe.