BESSA GRILL
Início » Destaque » Absolutas na ginástica rítmica, brasileiras faturam ouro por equipes nas fitas

Absolutas na ginástica rítmica, brasileiras faturam ouro por equipes nas fitas

Brasil assegura condição de soberania nos Jogos Pan-Americanos e soma a segunda medalha dourada em Toronto

19/07/2015 22:26

Brasil assegura condição de soberania nos Jogos Pan-Americanos e soma a segunda medalha dourada em Toronto
Nathan Denette/The Canadian Press via APBrasil somou mais um ouro na ginástica artística, desta vez nas fitas
9au3w8v60mkpbwunfh9uupczx

“É nós na fita!” Ou melhor, “nas fitas”. A ginástica rítmica do Brasil faturou, neste domingo, a segunda medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos. Depois do título no geral por equipes, o selecionado brasileiro subiu no lugar mais alto do pódio na apresentação nas fitas.
As ginástas brasileiras foram as penúltimas a entrar no tablado, e eram as mais aguardadas. Não decepcionaram. Com uma apresentação bem acima das rivais, embalou o público presente na arena e somou nota 15,000. A comemoração foi imediata.

Ainda restavam as cubanas para se apresentar, mas elas pouco preocupavam. Na ginástica rítmica por equipes, o Brasil reina com sobras no Pan. Em segundo ficou a equipe dos Estados Unidos, com 13,382, diferença que mostra bem a disparidade para as demais concorrentes. O bronze foi para o Canadá, com 12,817.

Bronze individual

Além do ouro nas fitas, o Brasil terminou o domingo com mais uma medalha na ginástica rítmica: bronze de Angélica Kvieczynski, com o arco. A paranaense de Toledo havia batido na trave no individual geral, temrinando em quarto, mas desta vez subiu ao pódio. Ela também competiu com a bola, terminando em sexto. Nesta segunda, a jovem de 23 anos disputa finais em mais dois elementos, as massas e as fitas.

www.reporteriedoferreira.com Por Ig