BESSA GRILL
Início » Entretenimento » “Jogos Vorazes – Em Chamas” estreia maior e mais completo do que primeiro

“Jogos Vorazes – Em Chamas” estreia maior e mais completo do que primeiro

Com maior investimento e cenas de ação impecáveis, o segundo filme da saga promete não decepcionar os fãs dos livros de Suzanne Collins

25/11/2013 04:51
Reprodução/Entertainment Weekly

Em “Em Chamas”, Katniss (Jennifer Lawrence) e Peeta (Josh Hutcherson) retornam para a arena da morte

Jogos Vorazes  ” estreou em 2012 com muita expectativa, mas orçamento pequeno para os padrões de um blockbuster (R$ 170 milhões). Felizmente, a adaptação cinematográfica da primeira parte da trilogia atendeu às ânsias dos fãs da escritora Suzanne Collins , faturando R$ 1,6 bilhão e levando mais investimento para a série. Assim a sequência “Em Chamas ” chega às salas de projeção esta sexta-feira (15) ainda maior do que o antecessor, com roteiro mais elaborado e cenas de ação melhor acabadas.

Divulgação

Sam Claflin entra para o elenco como Finnick Odair

Neste longa, Katniss  (Jennifer Lawrence ) está sob a mira da Capital  por desafiar o comando do presidente Snow  (Donald Sutherland ) ao ameaçar se matar junto com Peeta  (Josh Hutcherson ) no fim dos Jogos Vorazes. Assim, o “casal” precisa fingir estar completamente apaixonado para proteger seus familiares e Gale (Liam Hemsworth), melhor amigo e interesse romântico da adolescente.

No entanto, nem mesmo Snow consegue controlar os levantes nos 12 Distritos de Panem que foram inspirados pelos atos de rebeldia de Katniss. Por isso, ele decide fazer uma edição especial pelo aniversário de 75 anos do Jogos Vorazes, colocando apenas vencedores de disputas anteriores para lutarem uns contra os outros. É neste momento que a garota e Peeta retornam para a arena da morte.

O grande pesadelo de um grande fã de uma série é ver os seus personagens favoritos mal retratados no cinema. Neste quesito, os aficionados por “Jogos Vorazes” podem continuar tranquilos. Os roteiristas Simon Beaufoy e Michael Arndt fizeram um bom trabalho ao adaptar “Em Chamas” para a telona, sabendo cortar ou adicionar cenas pensando no produto final. A dupla também conseguiu dar um tom mais político à trama, que mostra a ebulição de uma revolta popular, sem deixá-la séria demais.

E MAIS:  Elenco de “Jogos Vorazes” se reúne para a première de “Em Chamas”

Com um orçamento de R$ 325 milhões, quase o dobro do anterior, “Em Chamas” tem um trabalho de computação gráfica mais elaborado. Apesar de aceitáveis, os monstros de “Jogos Vorazes” parecem, agora, apenas um rascunhos dos bichos que figuram nesta sequência. O mesmo acontece com as cenas de ação. Em uma arena complexa, os momentos de correria e de sufoco não são poucos e, sob o comando do cineasta Francis Lawrence, são retratadas com mais clareza.

dns8ks8upqm722kmzrr30gbsz (1)
Elizabeth Banks e Josh Hutcherson em cena de “Em Chamas”. Foto: Divulgação
1/17

Agora ganhadora de um Oscar, Jennifer Lawrence continua sendo a personificação de Katniss. A atriz consegue passar muito bem o jeito “marrento” da garota, dona de uma cara amarrada e sempre prestes a entrar em uma briga. Isto faz com que fique ainda mais interessante vê-la interpretando uma versão da adolescente mais brincalhona e sorridente quando está na frente das câmeras de Panem.

Divulgação

Pôster de “Jogos Vorazes: Em Chamas”

Fora o elenco principal, os fãs de “Jogos Vorazes” estavam ansiosos para ver como seriam retratados os novos personagens desta sequência. O barulho em volta da escalação de Sam Claflin (“Brance de Neve e o Caçador”) para o papel de Finnick Odair foi justa, já que o inglês consegue ser tão cínico quanto o personagem foi descrito no livro, nos fazendo oscilar entre o ódio e o amor por ele.

 

Nos bastidores, Jena Malone entrou para o elenco mais discretamente, mas no filme a sua personificação de Johanna Manson, a tributo do distrito 7, logo se destaca. Vinda de produções como “Donnie Darko” e “Orgulho e Preconceito”, a artista deixa a personagem temperamental e divertida na medida certa. Junto com Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson e Woody Harrelson, ela protagoniza uma das cenas mais engraçadas dentro de um elevador.

Se o grupo de investimento Evercore estiver certo e “Jogos Vorazes: Em Chamas” faturar R$ 2,5 bilhões em bilheterias, não será uma surpresa. Nada mais justo para um longa que veio para consolidar uma saga que fez muitos adolescentes se interessarem por teoria política e clássicos como “1984” e “Admirável Mundo Novo”.

O que os fãs acharam…

Luis Gustavo Pirani Cobzo, 20 anos, estudante:  “Achei melhor do que ‘Jogos Vorazes’. Tem mais ação, não é aquela coisa paradinha, para explicar para todo mundo o que é a história. É ação do início ao fim. A adaptação é muito fiel. O que não colocaram no primeiro filme, colocaram no segundo. A melhor parte é a Johanna tirando a roupa no elevador. Achei que não ia colocar, por causa da censura, mas ficou muito legal. O que mais me surpreendeu foi o final, que eu não posso falar porque se não vai estragar a surpresa. Este é melhor elenco que eu vi até agora. Eu achei que o ator que faz o Finnick (Sam Claflin) ia atuar melhor, mas a melhor foi a Johanna (Jena Malone). Jennifer Lawrence já estava boa no filme anterior, mas agora ela mostrou que mereceu aquele Oscar que ela ganhou, apesar de não ter sido por este filme. As expectativas para o “A Esperança – Parte 1” ficam lá no alto, porque é o mesmo diretor, o Francis Lawrence. Ele conseguiu fazer a gente virar um espectador dos Jogos Vorazes. Ainda não consegui parar de tremer!”dns8ks8upqm722kmzrr30gbsz (1)dns8ks8upqm722kmzrr30gbsz (1)

Do Ig