BESSA GRILL
Início » Entretenimento » Enfermeira que morreu após trote sobre Kate era indiana, diz polícia

Enfermeira que morreu após trote sobre Kate era indiana, diz polícia

Ela apareceu morta após divulgar informação sobre gravidez da duquesa. Causa da morte deve ser anunciada na próxima semana em Londres.

9/12/2012 12:35

A polícia britânica informou neste sábado (8) que a enfermeira encontrada morta na véspera após o caso da “pegadinha telefônica” envolvendo a gravidez de Kate Middleton era originária da Índia.

Jacintha Saldanha, de 46 anos, havia vivido em Bristol, no sudoeste da Inglaterra, durante nove anos, segundo a Scotland Yard.

A polícia ainda não divulgou a causa da morte, mas disse que não achou nada “suspeito” -o que exclui a hipótese de assassinato, mas não de suicídio.

Foto de Jacintha Saldanha divulgada pela Scotland Yard neste sábado (8) (Foto: Reuters)Foto de Jacintha Saldanha divulgada pela Scotland
Yard neste sábado (8) (Foto: Reuters)

A CNN e vários órgãos da imprensa britânica citam fontes que dizem que Jacintha teria se matado.

Jacintha foi encontrada morta em uma casa próxima ao hospital onde ela trabalhava, por volta das 9h35 locais desta sexta.

Os serviços de emergência foram chamados, e duas ambulâncias foram mandadas ao endereço. Mas ela foi declarada morta no local.

O casal William e Kate divulgou um comunicado afirmando que estava “profundamente entristecido” com a morte.

“Seus pensamentos e orações estão com a família, os amigos e os colegas de Jacintha Saldanha nesta hora muito triste”, diz o comunicado.

Jacintha tinha 46 anos, era casada e tinha dois filhos.

A família emitiu uma breve nota dizendo que estava profundamente triste com a morte e pedindo que a imprensa respeitasse a sua privacidade.

Policiais guardam o hospital King Edward VII, nesta sexta-feira (7), em Londres, um dia após a saída de Kate Middleton (Foto: AFP)Policiais guardam o hospital King Edward VII, nesta sexta-feira (7), em Londres, um dia após a saída de Kate Middleton (Foto: AFP)

Jacintha era enfermeira no hospital, no centro de Londres, e trabalhava na função de recepcionista na hora da “pegadinha”. Ela trabalhava no local havia mais de quatro anos.

O hospital a qualificou de uma “excelente enfermeira”, que tomou conta de centenas de pacientes. Ela foi descrita como uma profissional responsável  e querida pelos colegas, segundo o “Daily Mail”.

saiba mais

  • Leia mais notícias sobre Kate Middleton

‘Pegadinha’
Dois dias antes, Jacintha havia caído em uma “pegadinha” telefônica, em que dois radialistas autralianos ligaram para o hospital fingindo ser a Rainha Elizabeth II e o Príncipe Charles.

Ela acabou acreditando neles e divulgando informações sobre o estado de saúde de Kate, cuja gravidez havia sido anunciada na segunda (3).

Os radialistas Mel Greig e Michael Christian, da rádio 2Day FM, fingiram ser a rainha da Inglaterra e o príncipe.

Imprensa lota a frente do hospital King Edward VII, no centro de Londres, onde Kate está internada. O escritório do príncipe William anunciou na véspera que a duquesa de Cambridge está grávida. (Foto: Olivia Harris/ Reuters e Sang Tan/AP)Imprensa lota a frente do hospital King Edward VII, no centro de Londres, na terça-feira (Foto: Olivia Harris/ Reuters e Sang Tan/AP)

De acordo com a gravação da conversa, que foi ao ar no “News.com.au” e reproduzida por vários meios de comunicação britânicos, a locutora Mel Greig, pediu, envelhecendo o seu timbre de voz: “Eu poderia, por favor, falar com Kate, minha netinha?”

“Sim, claro, não desligue, Madame”, respondeu a enfermeira.

A ligação foi colocada em espera, enquanto que Michael Christian, o outro apresentador, comentava com surpresa: “Eles estão nos transferindo? Se funcionar, será o trote mais fácil que eu já passei!.”

Uma segunda enfermeira atendeu e respondeu que Kate “dormia e que havia passado uma noite tranquila”. “Nós a reidratamos, porque ela estava desidratada quando chegou, mas agora ela está estável”, chegou a acrescentar.

O hospital admitiu, no mesmo dia, que havia caído no trote.

A direção da instituição disse que “lamentava profundamente” o incidente, observando que o hospital “tem o maior respeito à confidencialidade” de seus pacientes, e que agora “iria rever seus procedimentos para chamadas telefônicas”.

Um porta-voz dos serviços do príncipe William e de sua esposa declarou, ainda na quarta-feira, estar ciente das informações que circulam sobre este telefonema, mas se recusou a comentar.

Os próprios radialistas não acreditaram quando a enfermeira caiu na pegadinha, uma vez que eles classificaram suas imitações de sotaques britânicos como “terríveis”.

Radialistas afastados
A rádio anunciou que a dupla estava afastada de suas atividades até segunda ordem, em sinal de respeito após a tragédia.

Segundo comunicado divulgado no Facebook, os dois “ficaram chocados” com a notícia.

O “Daily Mail” relatou que os radialistas chegaram a receber ameaças pelas redes sociais após a morte de Jacintha, e muitos internautas pedem que eles sejam demitidos.

Repercussão na imprensa
Todos os jornais britânicos, com exceção do “Financial Times”, destacam a morte de Jacintha em suas primeiras páginas: “a enfermeira do bebê real encontrada morta após um trote telefônico”, escreve o “Times”, que informa que Jacintha Saldanha tinha 46 anos e era mãe de dois adolescentes.

Segundo o jornal, ela foi encontrada nas dependências reservadas às enfermeiras no hospital. A enfermeira, originária da região de Mangalore, na Índia, vivia em Bristol com sua família desde 2003.

“A duquesa triste pela morte ligada a um trote telefônico”, afirma o “Daily Telegraph”, que lembra que a rádio australiana “seguia divulgando seu trote horas após a morte da senhora Saldanha”.

Também acrescenta que a licença da rádio 2Day FM está sob vigilância por cinco dias. Não é a primeira vez que a rádio está na mira do organismo de controle “australiano por violações graves das regras”.

“A rádio recebeu uma primeira advertência há três anos quando pressionou uma adolescente a confessar no ar, enquanto sua mãe ouvia, que havia sido estuprada aos 12 anos”, afirma o Daily Telegraph.

Os tabloides insistem no impacto do suicídio em Kate, a esposa do príncipe William.

O “Daily Mirror” fala em sua primeira página da “agonia de Kate após o suicídio da enfermeira enganada no telefone”, temendo que o bebê real “seja associado por toda a sua vida a este espantoso acontecimento”.

Gravidez real
Grávida de menos de 12 semanas, Catherine teve “hiperêmese gravídica”, severas náuseas e vômitos que atingem uma pequena parcela de gestantes, são acompanhados de perda de peso e podem causar desidratação.

Internada na segunda-feira, ela teve alta na quinta e deve permanecer alguns dias em repouso, longe de sua agenda pública.

A internação da duquesa de Cambridge, como é conhecida oficialmente, precipitou o comunicado oficial do anúncio da chegada de um novo herdeiro ao trono da Inglaterra, que será o terceiro na linha de sucessão, depois dos príncipes Charles, seu avô, e William, seu pai.

O príncipe britânico William e Kate Middleton deixam o hospital King Edward VII nesta quinta-feira (6) (Foto: AFP)O príncipe britânico William e Kate Middleton deixam o hospital King Edward VII nesta quinta-feira (6) (Foto: AFP)