BESSA GRILL
Início » Entretenimento » Em ‘Amor à Vida’, Paloma enfrenta César e diz que vai abandonar a família

Em ‘Amor à Vida’, Paloma enfrenta César e diz que vai abandonar a família

25/08/2013 19:25

 

Programa solo de Dani Calabresa na Band é engavetado - 1 (© AgNews)

RIO DE JANEIRO – O clima vai ficar tenso entre Paloma (Paolla Oliveira) e Cesar (Antonio Fagundes) nos próximos capítulos de “Amor à Vida”. Após descobrir que o pai autorizou tratamento com eletrochoque em sua clínica psiquiatra, a pediatra fica revoltada.

Paloma então decide vender o apartamento que ganhou do médico, abandona seu emprego no Hospital San Magno e resolve morar com Bruno (Malvino Salvador).

Tudo começa após o corretor conseguir resgatá-la da instituição com ajuda de Lutero (Ary Fontoura), Ordália (Eliane Giardini) e Carlito (Anderson Di Rizzi) e a leva para a chácara de sua avó, Bernarda (Nathalia Timberg).

“A sua família não sabe que você está aqui. Seu pai concordou com o tratamento. Paloma, você foi pega com droga no aeroporto. O seu pai não acreditou que você era inocente. Achou que você estava envolvida em alguma coisa muito errada. Agora, os seus pais estão contra mim, achando que eu é que te levei para esse caminho”, dirá Bruno, segundo informou o jornal “O Globo”.

A médica então se revolta contra Cesar e sua família. “Que absurdo! Como eles podem pensar isso de mim, de você? Eles tinham que acreditar na nossa inocência!”, afirma. Bruno diz que pretende se casar com Paloma e resolver sua situação. No entanto, ele avisa que não tem como sustentar o apartamento de Paloma e pede para que ela se mude para sua casa.

“Pelo que você me contou, a minha família me abandonou. O meu pai, em quem eu sempre confiei, me deixou ser internada numa clínica como aquela. Estou cheia desse mundo em que eu fui criada, decepcionada com a minha família. Eu quero morar no seu apartamento, sim. Mais do que isso, eu quero montar um consultório no seu bairro. Não quero mais atender só no San Magno. Quero tratar das crianças que precisam, mas nem sempre podem pagar o preço de uma consulta. Vou cobrar barato. Vou aceitar os planos de saúde mais simples, esses que custam pouquinho. E, se alguém não puder pagar, eu não vou cobrar”, declara.

Após alguns dias, Paloma descobre que Alejandra (Maria Maya) está prestes a morrer no hospital e corre para ouvir o depoimento da criminosa. Depois da vilã confessar que armou para que a pediatra fosse encontrada com drogas, Cesar chama a filha para conversar.

“Parabéns, Paloma, você vai se livrar do processo”, comemora. Mas a médica não ficará satisfeita: “É só isso que você tem pra me dizer?”. “O que você espera que eu diga?”, rebate Cesar.

Paloma então pede que o pai se desculpe. “Que você me peça desculpas. Você não acreditou em mim nem por um segundo”, afirma. No entanto, o presidente do San Magno diz que não confia na filha desde que ela se envolveu com Ninho (Juliano Cazarré), mas a pediatra afirma que mudou e o pai não notou.

“Agora está tudo resolvido, minha filha. Eu vou te dar todo o apoio, inclusive nas questões judiciais. Esquece esse pesadelo, volte a trabalhar no hospital”, pede.

Paloma afirma que vai voltar a trabalhar no San Magno, mas apenas por meio período, pois tem intenção de abrir uma clínica no bairro de Bruno após se casar com o corretor. “A gente tem certeza que a Paulinha (Klara Castanho) é a minha filha biológica. Até já contamos para ela.”

Sabendo da notícia, Cesar diz para a filha não se unir a Bruno. “Então você não precisa casar com ele. Nós abrimos um processo e arrancamos a menina do Bruno”, afirma. Mas a pediatra fica revoltada com o médico. “Nem tudo se resume a dinheiro. Eu amo o Bruno, a Paulinha, amo a família maravilhosa que ele tem”.

O médico fica revoltado e grita com Paloma: “Um bando de Zé ninguém!”. Mas a médica afirma que não vai mudar de ideia sobre o casamento. “Pai, eu vou casar com o Bruno. Eu vou viver do meu trabalho e ele, do dele. E nada que você disser vai me impedir”, finaliza.

MSN