BESSA GRILL
Início » Entretenimento » AnnaSophia Robb: “Nossa série não está tentando ser ‘Sex and the City’”

AnnaSophia Robb: “Nossa série não está tentando ser ‘Sex and the City’”

Atriz começou a fazer sucesso aos 11 anos com "A Fantástica Fábrica de Chocolate" e hoje é protagonista de "The Carrie Diaries", série que estreia em maio no Brasil

29/04/2013 16:49

 

Getty Images

AnnaSophia Robb tem 19 anos e é protagonista da série The Carrie Diaries, cuja estreia no Brasil está marcada para o dia 20 de maio

Ah, os anos 1980! As cores neon, as ombreiras gigantes, os cabelos volumosos. Claro, você não se lembra de nada disso. Mas vai ter um gostinho da vida naquela época com The Carrie Diaries , nova série sobre a adolescência de Carrie Bradshaw, a colunista / fashionista de Sex and the City , programa que revolucionou a TV e virou febre nos anos 1990. Por isso, o trabalho da norte-americana  AnnaSophia Robb , 19, intérprete da Carrie adolescente na nova série, não era pequ

Divulgação

AnnaSophia como Carrie Bradshaw adolescente em “The Carrie Diaries”

Além de ter o rosto mais redondo e os cabelos lisos, a atriz precisou se inteirar dos assuntos daquele tempo e aguentar a pressão de viver o papel que consagrou Sarah Jessica Parker .

“Ela me mandou uma carta muito doce, meio que dando sua bênção quando eu consegui o papel”, contou ela durante um bate-papo do qual o iGparticipou, em Nova York.

Muita gente não se lembra, mas bem antes de entrar para o elenco de “The Carrie Diaries”, cuja estreia no Brasil está marcada para o dia 20 de maio, no canal Boomerang, AnnaSophia já era conhecida entre os fanáticos por cultura pop. Isso porque aos 11 anos de idade ela caiu nas graças do diretor Tim Burton , que a escalou para interpretar a mimadinha Violet em A Fantástica Fábrida de Chocolate , de 2005.

Sua carreira no entretenimento, no entanto, começou antes disso. Após uma passagem pelo coral da igreja aos 5 anos de idade — “minha avó adora essa história”, brinca –, AnnaSophia começou a estudar atuação. “Não me lembro de ser uma decisão consciente, de nada específico que tenha me levado para esse caminho. Era algo que eu queria fazer, e meus pais me deixaram explorar”, explica.

Mesmo com o receio da família, ela se mudou para Los Angeles, a convite de agentes, e aos poucos começou a firmar seu nome no show biz. “Fiquei com medo, mas achei que deveria tentar”, lembra.

“The Carrie Diaries” conta a adolescência de Carrie Bradshaw, personagem interpretada por Sarah Jessica Parker em “Sex And The City”. Foto: Divulgação
1/5

Depois de “Fábrica”, AnnaSophia estrelou Ponte para Terabítia , ao lado de Josh Hutcherson , e protagonizou Soul Surfer – Coragem de Viver , com Helen Hunt . O sonho estava apenas começando para esta loirinha, nascida em Denver, capital do Colorado, que hoje caminha rumo ao estrelado, mas sempre com os pés no chão. “Só estou tentando me divertir com a jornada”, afirma.

Leia abaixo o bate-papo completo com AnnaSophia Robb, protagonista de “The Carrie Diaries”, onde ela fala sobre os bastidores da produção e comenta as comparações com o programa original: “Nossa série não está tentando ser Sex and the City”, diz.

Papel dos sonhos
“Da primeira vez que me ofereceram, eu recusei, porque não estava a fim de fazer televisão. Estava me inscrevendo em faculdades, era meu último ano de colégio, televisão era um compromisso grande demais. Mas depois de eu terminar todo o processo, o convite veio de novo. Se algo aparece duas vezes na sua vida, há uma razão. Li e achei um dos melhores roteiros que já tinha lido e um personagem com o qual eu poderia crescer. E aí conversei com Amy Harris, criadora de ‘The Carrie Diaries’, que é apaixonada pela série. Basicamente assinei antes de fazer os testes, que duraram uma semana. Eu me comprometi para seis anos, mas quem sabe?”

 

Divulgação

“The Carrie Diaries” é baseada no livro homônimo da escritora Candace Bushnell

 

Sarah Jessica Parker
“Ela me mandou uma carta muito doce, meio que dando sua bênção quando eu consegui o papel. Temos o mesmo agente e o mesmo advogado, então foi fácil. Nova York é uma cidade pequena (risos). E aí eu me encontrei por acaso com ela num desfile de moda. “

Fama
“Não tenho nenhuma expectativa. Só estou tentando me divertir com a jornada. Espero que as pessoas gostem do programa.”

“Sex and the City”
“Ele [o programa] terminou quando eu tinha 12 anos, não era apropriado para minha idade. Quando recebi o roteiro, comecei a assistir e achei uma das coisas mais incríveis que já tinha visto.”

Comparações
“A imprensa e os espectadores têm uma expectativa e querem me comparar com a Sarah Jessica. Somos duas pessoas diferentes. Nossa série não está tentando ser ‘Sex and the City’. É sobre Carrie antes de a conhecermos como Carrie Bradshaw, antes de ela fazer sexo, de viver em Nova York, de ser um ícone fashion. É sobre seu processo de crescimento. Vamos vê-la desenvolvendo sua paixão pela escrita, sua paixão pela moda, seu primeiro relacionamento. É perfeito para nosso público.”

AnnaSophia x Carrie
“A principal diferença é que eu não sou tão ligada nos meninos quanto Carrie. Eu vejo que o seriado todo é sobre seus relacionamentos e para mim é: ‘Estou ocupada. Estou trabalhando. Não posso lidar com isso agora!’”

Interesse por moda
“Eu gostava de moda, mas não conhecia muitos estilistas. Gostava dos looks, acho. E me imaginava vestindo do mesmo jeito cool das pessoas das revistas. Quando assisti a ‘Sex and the City’, achei que ela se arriscava de modo bem esperto. Me divirto muito com a moda do seriado. Toda semana tenho uma prova de roupa longa, com vestidos novos e looks novos. É demais.”

Anos 1980
“Os anos 80 foram uma explosão de cultura, moda, arte e música, mas também a última época inocente, porque as pessoas não conheciam as consequências do que faziam. É uma época divertida para brincar, porque é estimulante e atraente, ou pelo menos divertida. Não tiramos sarro dos anos 80, tentamos mostrar de maneira mais realista. As roupas têm ‘autenticidade de inspiração’, ou seja, têm perfume dos anos 80, mas são modernas. Agora, o pano de fundo é bem anos 80.”