BESSA GRILL
Início » Destaque » Polícia já ouviu 22 testemunhas sobre cachina na zona norte de SP

Polícia já ouviu 22 testemunhas sobre cachina na zona norte de SP

13/08/2013 06:37

chacina

A polícia ouviu até ontem 22 testemunhas no inquérito que investiga a morte de cinco pessoas da mesma família na Brasilândia (zona norte).

Marcelo Bovo Pesseghini, 13, é o único suspeito –teria matado os pais, a avó e uma tia-avó, ido à escola e se matado após voltar da aula.

Luis Marcelo Pesseghini, 40, pai do menino, era sargento da Rota. A mulher dele, Andreia, 36, era cabo do 18º Batalhão. As outras vítimas moravam na casa nos fundos: a mãe e uma tia de Andreia, de 65 e 55 anos.


“A família está sofrendo. Não conseguimos nem trabalhar. A gente não sabe quem é [que matou]. Se soubesse, a gente já tinha falado.”
Ontem, foram colhidos depoimentos de quatro pessoas, entre elas o tio-avô do menino, Sebastião Costa.

Também foram ouvidos ontem um estudante de 13 anos, colega de Marcelo, a mãe desse menino e um PM amigo da família Pesseghini.

 

 

 

 

da Folha