BESSA GRILL
Início » Cidades » Eitel Santiago é cotado para comandar MPF, caso demore nomeação da Lista

Eitel Santiago é cotado para comandar MPF, caso demore nomeação da Lista

26/07/2015 16:30

eitelHá um fato novo no contexto da Procuradoria Geral da República indicando a possibilidade do Sub- procurador Eitel Santiago de Brito Pereira vir a ascender ao comando do MPF no lugar de Rodrigo Janot e da “Lava Jato”, caso a Presidência da República não formalize até dia 17 de setembro o nome escolhido para o cargo na lista tríplice do Ministério Público Federal.

Em tese, esta hipótese pode significar forte mudança na condução dos processos e da doutrina a ser seguida de agora em diante pela natureza pessoal de Eitel Santiago.

Os dados históricos mostram, contudo, que quando das vezes em que disputou cargos eletivos na Paraíba nos últimos anos, o Sub-procurador foi candidato pelo DEM.

Neste domingo, o Sub-procurador foi tratado pela Folha de São Paulo como “desafinado com o grupo que cuida atualmente da Lava Jato na PGR” por ser também considerado aliado do grupo do ex – procurador Geraldo Brindeiro divergente do grupo de Janot.

De fato, ao longo das últimas disputas, entre elas quando do processo que culminou com a nomeação do Procurador Roberto Gurgel, Eitel Santiago buscou credenciar-se para o comando do Ministério Público Federal por agrupamentos divergentes à linha de Janot, entretanto, não obteve votos suficientes para compor a lista tríplice.

QUEM É – O Sub – procurador é um cidadão respeitado, probo e filho de uma família tradicional no Estado da Paraíba forjada por pessoas vinculadas às lides literárias e jurídicas, mas de perfil conservador próximas de setores de Centro Direita também com atuação anterior no campo, onde no Estado natural de Ariano Suassuna combateu movimentos do tipo “Ligas Camponesas”, etc.

Eitel Santiago é filho do ex-deputado federal Joacil de Brito Pereira, político tradicional e um dos fortes combatentes contra os movimentos sociais dos anos 60 conduzidos por estudantes e políticos de Esquerda. Uma das consequências de sua atuação na Assembléia Legislativa foi a cassação do mandato do ex-deputado estadual e líder das Ligas Camponesas, Assis Lemos, ainda hoje vivo.

O Sub-procurador já disputou diversas eleições para a Câmara Federal e Assembléia Legislativa pelo ex-PFL e DEM, além de ter sido anos atrás Secretário de Governo na gestão do ex-governador Cássio Cunha Lima, hoje Líder do PSDB no Senado Federal.