BESSA GRILL
Início » A A » Alcoólicos Anônimos; Marinho 50 anos de vida em AA e por AA

Alcoólicos Anônimos; Marinho 50 anos de vida em AA e por AA

24/01/2017 12:08

Há cinquenta anos passados,mas precisamente em 23 de janeiro de l967, ingressava em Alcoólicos Anônimos Marinho F., cuja porta de ingresso foi o Grupo de AA Centenário de Campina Grande, o Grupo Pioneiro na Paraíba. Na última segunda-feira ( 23 ) Marinho, completou 50 anos de AA depois de vir se submetendo Ininterruptamente aos principios de recuperação de Alcoólicos Anônimos.A família AA, manifestando seu afeto e carinho pelo companheiro Marinho F. vai comemorar nesse domingo na Cidade de Campina Grande, os cinquenta anos desse irmão exemplo de comportamento e sobriedade. Cinquenta anos de AA e 80 anos de idade.

Joao Dehon Fonseca

UM AMIGO DE VERDADE.
Pela etimologia da palavra, AMIGO teve origem do Latim do vocábulo “AMICUS” e nesse vocábulo está a RAIZ verbal que é AMO e que significa GOSTAR, AMAR.
Pelos costumes do homem latino americano e mais do brasileiro, amigo é um animal ou pessoa a quem se pode confiar 100% e esses 100% é mais ou menos assim:
Um amigo qualquer nunca vai ver você chorando por algum motivo de cunho pessoal; um amigo de verdade além de ver você chorando, ainda tem uma palavra de conforto para aquele exato momento.
Um simples amigo é apenas uma pessoa que você conheceu, encontra-se esporadicamente com ele, bate um papo, ele não conhece se quer seus familiares, seus pais ou coisa parecida; um verdadeiro amigo conhece seus familiares, seus pais e tem até o telefone deles.
Um amigo desses que apenas lhe conhece por apresentação, na sua festa de aniversário apenas ele ouve falar e mais nada; um verdadeiro amigo não esquece o seu aniversário e lhe trás uma homenagem em forma de presente, de carinho, de palavras e fica feliz por saber que aquele é o seu dia.
Um amigo qualquer não gosta quando você liga para ele numa hora como a de almoço, jantar ou após haver deitado; um verdadeiro amigo fica feliz ao ver o seu nome na telinha do celular ou ao ouvir sua voz e ainda diz: “você está demorando muito a ligar”, isso sem verificar que horas são.
Um simples amigo adora quando você vai conversar seus problemas com ele, não se sabe por quê; um verdadeiro amigo escuta a conversa sobre seus problemas e em seguida procura ajudar você a solucioná-los, com palavras e as vezes indo buscar ajuda material.
Um amiguinho qualquer quando vai lhe visitar faz tudo de maneira muito formal até parece que você ou ele é uma autoridade diante do outro; um amigo de verdade tem você como um grande irmão e a sua casa é a casa dele.
Um amigo encontrado não se sabe como, na primeira discussão acha que aquela amizade se acabou e assim age; um amigo de verdade sabe que uma amizade não pode se acabar num simples bate-boca.
Um simples amigo acha que você tem que estar sempre disponível em tudo que ele precisar; um amigo de verdade está sempre disponível diante dos seus problemas.
Rinaldo você já me viu chorando sim; eu conheço e conheço muito bem seus pais; nas minhas comemorações você sempre de mim; todas as vezes que eu lhe ligo, você sempre está disposto a me ouvir; quando conto um problema para você, você tem sempre alguma coisa para me dizer; quando você vai a minha casa, você adora conversar com meu menino; sempre nós discutimos, mas nunca ficamos intrigados; todas as vezes que precisei de você, você sempre esteve disponível. Conclusão: VOCÊ É MEU AMIGO E PARABENS PELO SEU AMIVERSÁRIO.

Caminhos- Grande Vinicius de Moraes

Uma Pequena Homenagem ao Grande Vinicius de Moraes 100 anos!

Percorremos muitos
e longos caminhos
caminhos de possibilidades,
de conquistas, de fragilidade…
Sempre buscamos
o inexplicável, o incompreendido…
muitos desse caminhos
nos levam ao mundo dos sonhos
dos devaneios, do inesquecível.

Precisamos percorrê-los
e vivê-los com intensidade
o que vamos encontrar?
não importa
o que importa é que
caminhemos sempre

A cada caminho
vivemos e crescemos
sonhamos e acreditamos
sofremos e aprendemos

Nos tornamos fortes,capazes
dignos e merecedores.
Nos tornamos verdadeiramente
Especiais.

A hora não passa
Será que o relógio parou?
Não.
É a hora que não passa
É o sol que não se apressa
É o dia que ainda dorme
Todos são indiferentes…
Não sabem que eu gostaria de
Ser Deus para
Arrumar as horas,
Para apressar o sol,
Para enlouquecer o dia
E me livrar
Da agonia
Desta espera
Pra te ver!
Estendemos esta homenagem ao Cidadão Brasileiro – SEVERINO MARINHO DE FIGUEIREDO.
www.reporteriedoferreira.com