BESSA GRILL
Início » Colunistas » SE CONSELHO FOSSE BOM…Por Lena Rolim Guimarães 

SE CONSELHO FOSSE BOM…Por Lena Rolim Guimarães 

26/10/2019 22:28

SE CONSELHO FOSSE BOM…Por Lena Rolim Guimarães

A deputada federal Tábata Amaral, eleita para um primeiro mandato em 2018, e que tem mostrado posicionamento firme – acredito que muitos não esperavam – em debates na Câmara, esteve em Macapá, essa semana. Me veio a ideia de pedir a uma amiga do curso de Comunicação, Dulcivânia Freitas, entrevistá-la. Não foi possível. Mas, eis que em meio a palestra, a deputada paulista deu dois conselhos a quem pretende se candidatar. Mesmo parecendo utopia, acho que muitos dos que estão de olho em 2020, deveriam levar em conta o que ela diz.

“O primeiro conselho que dou para quem pretende se candidatar é identificar as compensações.  A primeira compensação eu aprendi foi com os movimentos sociais, que é ganhar pela quantidade de pessoas que votam mesmo,  mesmo não doando nem recebendo. Apenas 429 pessoas doaram pra minha campanha. Veio daí, desse pouco investimento financeiro, a minha liberdade no mandato. O segundo conselho é ganhar pelos voluntários. Eu tive muitos”.

A compensação que a deputada fala é com base no discurso real, sem promessas que vendem um futuro pouco acessível a maioria. Muitos eleitores ainda não se dão o trabalho de analisar certas promessas e projetos, mas sempre reclamam no final. Eu já escrevi sobre isso no espaço da coluna. Não adianta minha gente, votar e lá na frente e dizer que foi ‘traído’ ou ‘enganado’. Meu avô Isaías, lá no Aguiar, já dizia: “o pior cego é aquele que não quer ver”.

“O primeiro conselho que dou para quem pretende se candidatar é identificar as compensações.  A primeira compensação eu aprendi foi com os movimentos sociais, que é ganhar pela quantidade de pessoas que votam mesmo,  mesmo não doando nem recebendo. O segundo conselho é ganhar pelos voluntários. Eu tive muitos”.

Tábata Amaral votou a favor da Reforma da Previdência, contrariando a orientação do PDT. Estava ameaçada de expulsão até dia desses e, recentemente deicidiu entrar na Justiça para saber se pode deixar a legenda sem correr o risco de perder o mandato. “Não me importo, tô nem aí se não concordam com meus posicionamentos, com minha votação nas reformas. Desde que todos concordem com a democracia tá tudo certo”. Em mundo tão machista, como é o da política, é preciso falar um pouco mais alto e não se deixar intimidar. Isso serve para todas as mulheres. Respeito, sempre!

TORPEDO

“Ele [João Azevêdo] procurou toda a bancada. Saiu em alguns portais que ele teria tentado falar comigo. Ele não tentou, não me telefonou, não me mandou mensagem. João tem meu telefone. Sabe que estou sempre à disposição. Quem quer encontrar, marca”. – Do deputado federal Gervásio Maia, ao ser perguntado sobre a relação com o governador João Azevêdo. O parlamentar diisse existir uma movimentação estranha…

Cenários. Enquanto o Democratas não decide quem será o pré-candidato da legenda a ser levado à convenção, o suplente de deputado estadual Raoni Mendes está conversando com as pessoas, buscando um projeto viável.

WhatsApp. Seis operadoras de telefonia já encaminharam informações ao Tribunal Superior Eleitoral sobre as linhas telefônicas de quatro empresas que teriam sido contratadas durante a campanha de 2018.

WhatsApp 2. Essas empresas teriam se utilizado de softwares para disparo em massa de mensagens via WhatsApp, o que é proibido. Três operadoras ainda não atenderam ao pedido do ministro Jorge Mussi.

Aije. O pedido faz parte da Ação de Investigação Judicial Eleitoral, impetrada pela Coligação ‘Brasil Soberano’ (PDT/Avante) contra o  presidente da República, Jair Bolsonaro, e o vice, Hamilton Mourão.

Cortando na carne. O senador Álvaro Dias apresentou uma PEC que reduz em um terço o número de senadores e deputados federais. Anda em busca de apoio. Apesar de todo o discurso de que é preciso da exemplo, acho difícil esse apoio.

Em João Pessoa. Enquanto isso, na Câmara Municipal avança a emenda a Lei Orgânica da cidade que amplia de 27 para 29 o número de vereadores nas próximas eleições. Um pouco na contramão, mas na CMJP a crise não chegou…

Zigue-Zague

    • As repartições públicas estaduais fecham próxima segunda-feira, Dia do Servidor Público. A alteração foi publicada no Diário Oficial de 12 de outubro.
    • O Tribunal de Justiça também funcionará em regime de plantão em todas as Comarcas do Estado, devido ao feriado.

www.reporteriedoferreira.com.br