BESSA GRILL
Início » Colunistas » ROMERO COM BOLSONARO: Escrito Por Lena Rolim Guimarães 

ROMERO COM BOLSONARO: Escrito Por Lena Rolim Guimarães 

6/10/2018 19:35

ROMERO COM BOLSONARO: Escrito Por Lena Rolim Guimarães 

 
A onda a favor de Jair Bolsonaro, que só cresce nos últimos dias como registram os maiores institutos de pesquisa do País, chegou à Paraíba. O prefeito Romero Rodrigues, de Campina Grande, 2° maior colégio eleitoral do Estado, diante da polarização da disputa presidencial, anunciou apoio ao candidato do PSL.

O PSDB de Romero Rodrigues tem um candidato a presidente, que é o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, que não decolou nem em seu Estado e aqui foi ignorado pelos correligionários, mais focados na disputa paroquial.

Em carta que publicou em rede social, Romero avalia que Alckmin é um “dos mais competentes e bem sucedidos administradores públicos do Brasil”, e esclarece que não se envolveu em respeito aos partidos com candidatos a presidente que estavam na aliança formada para a disputa do governo da Paraíba.

Romero diz que aguardou um momento propício à unidade para se manifestar sobre a disputa nacional. Explica que assim procedeu em defesa de Campina Grande, que só sofreu muitas perdas com conta de perseguições de governos que não conseguiram separar campanha de gestão.

Historia um encontro que teve com Jair Bolsonaro e revela seu compromisso de lhe garantir “acesso livre” ao Palácio do Planalto e aos Ministérios. Isso e mais o “compromisso fundamental de não me abster do processo político nacional”, levaram a decisão de votar em jair Bolsonaro já no 1° turno, e de se engajar na campanha do 2° turno, se houver.

Romero, cujo irmão, Moacir, é candidato a deputado pelo PSL, fecha sua carta adaptando o slogan de campanha de Bolsonaro: “Campina Grande, Paraíba e Brasil acima de tudo. Deus acima de todos”.

O prefeito de Campina foi o primeiro político de projeção a apoiar Bolsonaro na Paraíba, mas logo ganhou a companhia do senador Raimundo Lira (PSD) que revelou voto para o capitão reformado.

O apoio de Romero é formalizado dias depois de Cássio Cunha Lima condenar a forma como a campanha de Alckmin estava batendo em Bolsonaro. Se seu adversário local, Ricardo Coutinho, vota em Fernando Haddad (PT), sua sobrevivência política está na direção contrária.

Torpedo

“Votarei 17 no 1° turno e trabalharei para que no 2° turno Bolsonaro seja muito bem recebido na Paraíba e seus eventos de campanha em nosso estado sejam os maiores que a Paraíba já viu, com a Força da Esperança e a expectativa de um Brasil melhor para todos”.

Do prefeito Romero Rodrigues (PSDB), de Campina Grande, anunciando voto em Jair Bolsonaro.

Eclético

O senador Raimundo Lira (PSD) revelou seus votos. No 1° turno será Lucélio (PV) para governador, Cássio (PSDB) e Veneziano (PSB) para senador. Em 2° turno com Maranhão (MDB), votará em João (PSB).

Arquivado

Cássio está em maré boa. O STF atendeu ao pedido da PGR Raquel Dodge e mandou arquivar o inquérito que investigou se ele recebeu dinheiro de Caixa 2 da Odebrecht na campanha de 2014.

Olho no olho

Os postulantes ao governo continuam nas ruas, atrás dos indecisos que são 11,8%, e somados aos 15,8% de branco/nulo, totalizam 27,6% de “sem candidatos”, suficientes para mudar os cenários na Paraíba.

Persistência

João Azevedo fez eventos nos três maiores colégios eleitorais do Estado. Lucélio dedicou o dia a Campina Grande. Maranhão focou na Grande João Pessoa, assim como Tárcio Teixeira. Só param amanhã.

O voto…

Hoje, a partir das 13h30, a TV Correio/Record levará ao ar “O voto na Correio”, com informações e análises sobre o que está acontecendo na véspera da eleição e pode influenciar no resultado das urnas.

.. na Correio.

“A TV vai fazer uma cobertura completa, com informações e comentários sobre o que realmente importa aos eleitores e muita prestação de serviços. Vamos cobrir os quatro cantos da Paraíba”, garante Edileide Vilaça.

ZIGUE-ZAGUE

< Nova pesquisa do Instituto Paraná confirma onda a favor de Jair Bolsonaro, o único candidato com crescimento. Tem 34,9%, contra 21,8% de Haddad.

> Na simulação de 2° turno, Bolsonaro é também favorito com uma diferença de 9 pontos. Tem 47,1% das intenções de voto, enquanto Haddad atinge 38,1%.

www.reporteriedoferreira.com.br