BESSA GRILL
Início » Cidades » E SE PUDÉSSEMOS VOLTAR NO TEMPO? : Escrito Por Rui Leitão

E SE PUDÉSSEMOS VOLTAR NO TEMPO? : Escrito Por Rui Leitão

13/10/2016 12:09

rui-leitao-02E SE PUDÉSSEMOS VOLTAR NO TEMPO? :

Escrito Por Rui Leitão

De vez em quando formulamos a nós mesmos essa pergunta. E ficamos imaginando como reagiríamos se nos fosse oferecida a chance de começar tudo de novo na nossa vida. E passa na mente o filme da nossa história. As conquistas, as glórias, os triunfos, as frustrações, as ilusões, as decepções, os erros cometidos, as oportunidades perdidas.

Nós somos hoje o resultado dessas vivências. Será que conseguiríamos mudar nosso destino? Talvez. Se voltássemos no tempo com a experiência que temos atualmente. O nível de conhecimento que temos das coisas no presente, serviriam para nos orientar no enfrentamento dessa nova oportunidade na vida.

Encarando, no entanto, a realidade, a volta no tempo só é possível nas lembranças, rememorizando acontecimentos, utilizando os saberes ganhos no passado. Os erros que cometemos outrora, foram consequências de nossa imaturidade, de comportamentos movidos mais pela emoção do que pela razão, imprudência no agir, açodamento na execução dos projetos. Só nos resta refletir sobre eles e toma-los como aprendizado na vida.

As escolhas que fizemos em nossa vida pretérita, boas ou ruins, formaram o que somos agora. Mas nesse repensar no que ficou para trás, não há como não sermos atacados por ondas de arrependimento. Lamentando não ter dado valor a pequenos momentos, não ter oferecido maior atenção a pessoas que nos amam ou nos amaram, não ter sido mais persistente na busca da realização de alguns sonhos, ter vivido amores imerecidos, ter percorrido caminhos errados, ter se alimentado de ilusões que produziram decepções.

Mas também festejamos tudo o que nos proporcionou sentimentos de vitória e de felicidade, as amizades verdadeiras que conquistamos, os amores que foram construídos no nosso coração, os acertos nas decisões tomadas em ocasiões difíceis, o ânimo e a coragem que nos impulsionaram na direção dos objetivos perseguidos.

Por isso, ao ser surpreendido com essa recorrente pergunta, eu procuro responde-la afirmando a vontade de aproveitar plenamente cada instante que ainda me sobra na vida, mexendo nos arquivos da memória para que novos equívocos não sejam cometidos. Compreendendo, cada vez mais, que o futuro se faz a partir do aprendizado nas voltas perdidas.

www.reporteriedoferreira.com