BESSA GRILL
Início » Colunistas » CAMPANHA DE SOLIDARIEDADE EM FAVOR DOS COMPANHEIROS POLICIAIS DO RIO GRANDE DO NORTE

CAMPANHA DE SOLIDARIEDADE EM FAVOR DOS COMPANHEIROS POLICIAIS DO RIO GRANDE DO NORTE

10/01/2018 17:51

CAMPANHA DE SOLIDARIEDADE EM FAVOR DOS COMPANHEIROS POLICIAIS DO RIO GRANDE DO NORTE

A DIRETORIA DO SINDICATO DOS SERVIDORES DA POLICIA CIVIL DO ESTADO DA PARAÍBA –  SSPC/PB,  CONCLAMA  À TODOS COMPANHEIROS  POLICIAIS CIVIS DO ESTADO DA PARAÍBA ‘DELEGADOS, PERITOS, AGENTES DE INVESTIGAÇÃO, AGENTES DE TELECOMUNICAÇÃO, ESCRIVÃES DE POLÍCIA, MOTORISTA POLICIAL,  PAPILOSCOPISTA, POLICIAL, NECROTOMISTA E TÉCNICOS EM PERÍCIA”, A SE UNIREM NESTE ATO DE SOLIDARIEDADE CONTRIBUINDO COM SUPORTE FINANCEIRO AOS IRMÃOS POLICIAIS CIVIS NORTE RIO-GRANDENSES QUE PASSAM POR EXTREMA NECESSIDADE FINANCEIRA VISTO QUE O GOVERNO DAQUELE ESTADO NÃO HONRA COM O PAGAMENTO DOS SALÁRIOS VENCIDOS NOS MESES DE NOVEMBRO, DEZEMBRO E 13º SALÁRIO DOS ABENEGADOS OPERADORES DO SISTEMA DE SEGURANÇA PUBLICA. AS CONTRIBUIÇÕES PODERÃO SER EFETUADAS ATRAVÉS DE DEPÓSITO IDENTIFICADO NA CONTA DA CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE TRABALHADORES POLICIAIS CIVIS/COBRAPOL.

CONTA PARA DEPÓSITO:

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL – AGÊNCIA: 0630 – OP.003 – CONTA CORRENTE: 00054135-4

Antonio Erivaldo Henrique de Sousa

Presidente do SSPC/PB

SENADO APROVA FUNDO DE SEGURANÇA PÚBLICA PARA ESTADOS

O Senado aprovou, em segundo turno, a proposta de emenda à Constituição que institui o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Segurança Pública. A PEC, que objetiva separar recursos para as forças policiais dos 26 estados e do Distrito Federal.

Segundo a proposta, o financiamento do fundo virá de parte da arrecadação de impostos cobrados de indústrias de armamento, de empresas de segurança privada e de contribuições com parcela do lucro líquido das instituições bancárias e financeiras.
Após apreciado em primeiro turno na semana passada, o texto foi aprovado pela unanimidade dos 62 senadores presentes na sessão de ontem, terça-feira (12/12).
Na votação anterior, os senadores decidiram retirar dois trechos da PEC, para que a fonte dos recursos não seja também dos impostos de Renda (IR) e sobre Serviços (ISS), pois isso poderia atrapalhar a arrecadação dos municípios. Caso seja aprovada sem alteração pelos deputados, a PEC exige que o fundo seja implementado um ano após a publicação da emenda à Constituição.

Cooperativas

Na mesma sessão, o Senado aprovou o projeto de lei complementar que autoriza as cooperativas de crédito a captarem recursos de municípios.

O texto altera a lei do Sistema Nacional do Crédito Cooperativo para permitir que as cooperativas captem recursos de entidades e órgãos das prefeituras, além das empresas que são por elas controladas.
Aprovada no fim do mês passado pela Câmara dos Deputados, a matéria segue agora para sanção presidencial.

Fonte: Jornal A União

PARAÍBA CONTABILIZA 4.028 CASOS DE VIOLÊNCIA CONTRA MULHERES ESTE ANO

Os dados sobre a violência contra a mulher ainda são alarmantes na Paraíba. Somente em 2017, já foram realizados 4028 boletins de ocorrência nas 13 delegacias especializadas e nos dois núcleos que funcionam em todo o Estado. De janeiro a novembro, 74 mulheres foram assassinadas.

De acordo com dados da violência na Paraíba, foram instaurados 2501 inquéritos policiais e emitidas 2780 medidas protetivas de janeiro até novembro.

Para debater os casos de feminicídio, a Lei Maria da Penha a Polícia Civil da Paraíba promove um seminário nesta quarta (6) e quinta-feira (7) em celebração dos 30 anos de instalação da 1ª Delegacia da Mulher no Estado. O evento acontece na Academia de Polícia Civil (Acadepol) às margens da PB-008, em Jacarapé.

De acordo com a coordenadora das Delegacias da Mulher na Paraíba, delegada Maísa Félix, a Paraíba criou a 3ª Delegacia da Mulher do Brasil, tornando-se pioneira no enfrentamento da violência doméstica e família na Paraíba, rompendo com a cultura de dor, silêncio e medo.

“A vítima de violência é quem sabe a importância de ter onde procurar ajuda e neste lugar ser bem acolhida, receber as condições de iniciar uma nova vida, com a paz que ela merece e tem direito”, argumentou.

Fonte: MaisPB

www.reporteriedoferreira.com.br