BESSA GRILL
Início » Colunistas » A TRANSPARÊNCIA: Escrito Por Rui Leitao

A TRANSPARÊNCIA: Escrito Por Rui Leitao

11/08/2019 19:48

A TRANSPARÊNCIA: Escrito Por Rui Leitao

O ser humano precisa ser verdadeiro, em primeiro lugar, consigo mesmo. Quando consegue ter absoluto domínio do seu próprio conhecimento, ele não encontra dificuldades em ser transparente. A autenticidade comportamental renega o fingimento, não admite o jogo de interesses. A transparência faz com que as pessoas não sintam necessidade de expor vantagens ou desvantagens para alcançar seus objetivos na vida.

Esconder o medo, conter o choro, evitar o sorriso, omitir a opinião, falsear posturas, são atitudes próprias de quem não pratica a transparência na convivência social. É importante que sejamos nós mesmos, sem dissimulações, sem receio de expor nossas fragilidades, evidenciando nossas individualidades em quaisquer que sejam as circunstâncias da vida. Na autopercepção positiva encontramos o caminho da felicidade, porque nos distanciamos da dependência da hipocrisia.

A transparência ajuda o indivíduo a se aceitar com todos os defeitos e qualidades que tenha. Faz entender que o melhor é se apresentar sem ocultar nada da sua personalidade, adotar a característica da legitimidade, do ser real, do explícito. O estado de espírito da pessoa transparente revela tranquilidade e paz consigo mesma, livre dos preconceitos e das invejas.

Sabemos que ser transparente no mundo atual não é fácil. Por vezes nos vemos incitados a ocultar algo para que na interação social não sejamos prejudicados no que queremos. É o estímulo à falsidade, à farsa. Isso não faz bem a alma. É como se estivéssemos exercitando a desfaçatez, o cinismo, o descaramento. E ninguém fica bem com a consciência quando se vê agindo em contrário aos seus próprios princípios e valores, por conveniências pessoais ou circunstanciais.

Daí, então, a chamada à reflexão sobre a atitude da transparência na nossa conduta do dia a dia: Jogarmos fora qualquer máscara, qualquer fantasia, nos mostrando como realmente somos e sermos, primeiramente, sinceros conosco mesmo.

www.reporteriedoferreira.com.br   • Rui Leitão