BESSA GRILL
Início » Cidades » Se tentarem o Golpe, serei a primeira a sair à ruas, E aí quem vai também ?: Fabiana Agra

Se tentarem o Golpe, serei a primeira a sair à ruas, E aí quem vai também ?: Fabiana Agra

17/12/2014 02:25

10689945_762799683793279_6851398128617429749_nSE TENTAREM O GOLPE, SEREI A PRIMEIRA A SAIR ÀS RUAS, PARA DEFENDER A NOSSA DEMOCRACIA. E AÍ, QUEM VAI TAMBÉM?
“O negócio é o seguinte. Quem é minimamente bem informado sabe muito bem que os EUA não estiveram por trás do golpe de 1964. Estiveram à frente. Foi uma conspiração da direita com apoio e financiamento dos EUA.

 

Naquela época era o “perigo comunista” como pretexto para derrubar João Goulart com suas reformas de base. Hoje o pretexto é o tal “bolivarianismo” e a corrupção, como se nunca houvesse corruptos no país antes dos governos Lula e Dilma. Claro, o tal “bolivarianismo” é mais um pretexto, pois na verdade não interessa aos EUA a integração e o fortalecimento da América Latina. Tem Pré-sal e Brics na jogada também. Por isso interessa tirar o PT do poder federal. Vão tentar o impeachment da Dilma, pelo que estão dizendo jornalistas sérios como Tereza Cruvinel, Paulo Moreira Leite e outros. Mas não basta, para um pedido de impeachment, alegar qualquer coisa. Tem que ter um certo respaldo popular.

 

Alguém se lembra dos caras-pintadas, que fizeram campanha pelo impeachement do Collor? Será que a direita acha mesmo que bastará alegar qualquer motivo para o impeachement de uma presidenta que foi reeleita num processo democrático, legítimo e transparente? Estão pensando que o Brasil de 2014 é o mesmo de 1964? Se tentarem um golpe, sob qualquer justificativa este país vai virar um caos, podem apostar. Acho que os EUA não vão querer se meter aqui como fizeram em 1964. É bom lembrar para esses golpistas que China e Rússia fazem parte dos Brics. Para bom entendedor pingo é letra”.
Maria Luíza Quaresma Tonelli.