BESSA GRILL
Início » Cidades » SAUDANDO UM HOMEM DE BEM: Escrito por Rui Leitão

SAUDANDO UM HOMEM DE BEM: Escrito por Rui Leitão

2/08/2015 11:42

SAUDANDO UM HOMEM DE BEM: Escrito por Rui LeitãoRui Leitão 02

Havia em João Pessoa uma entidade, fundada por Edme Tavares, que reunia personalidades dos mais diversos segmentos da sociedade em confraternização, com objetivo de trocar idéias e opiniões sobre assuntos de interesses comuns. Era o Centro Paraibano de Relações Públicas, que tinha seus encontros organizados pelo ex-vereador Francisco de Assis Saldanha, meu primo, e Maria Augusta Trindade, que secretariava as reuniões.

Certa ocasião fui surpreendido por um convite para saudar, num desses eventos promovidos pelo CPRP, o Dr. Fernando Paulo de Carrilho Milanez. Nos meus vinte e poucos anos de idade, achei um tanto precipitada essa convocação. O homenageado merecia ter alguém mais experiente na incumbência de prestar-lhe aquelas justíssimas reverências. Como nunca fui de fugir aos desafios que me são colocados a enfrentar, decidi assumir a responsabilidade da delegação que me era confiada pelos associados do CPRP. O perfil biográfico do Doutor Milanez e a sua postura de dignidade e honradez que marcava a sua personalidade facilitavam o desempenho da missão que me colocaram sobre os ombros. Considerei ainda o fato de tratar-se de um grande amigo de meu pai, com quem dividiu responsabilidades na Casa Civil do governo Ivan Bichara.

Fernando Milanez era uma dessas pessoas que conquistam a todos pelo cavalheirismo e lhaneza nas relações sociais, um “gentleman” na verdadeira expressão da palavra. Orador fluente, excelente articular político, competente em tudo o que fazia. Fernando Milanez, em sua trajetória de homem público, comandou as atividades de várias pastas do governo estadual, entre elas, a de Interior e Justiça, Segurança Pública, Indústria e Comércio, Finanças e Casa Civil, um polivalente. Em sua atuação parlamentar foi líder do governo José Américo de Almeida na Assembléia Legislativa, onde também exerceu a presidência da casa. Assessorou o Ministro da Justiça Abelardo Jurema, no período em que João Goulart exerceu o mandato de Presidente da República.

Era, portanto, um homem com um currículo brilhante e com inestimáveis serviços prestados à Paraíba, o que facilitava a qualquer um que recebesse o encargo de saudá-lo naquela ocasião. Isso me tranquilizava na honrosa representação que os associados do CPRP me conferiram na condição de intérprete dos sentimentos de admiração e respeito que devotavam àquela personalidade do nosso mundo político, administrativo e social.

Quis o destino que décadas mais tarde viesse a ter entre os meus grandes amigos o seu filho e o seu neto, ambos com seu nome. Os dois herdaram a sua vocação política. Milanez Filho já exercendo por vários mandatos a função parlamentar de vereador em nossa capital e o Milanez Neto revelando-se uma das mais auspiciosas promessas da política paraibana. O legado que receberam do pai e avô, com certeza tem determinado os caminhos percorridos na construção de suas histórias de vida.

Nessa reconstituição dos acontecimentos que se fizeram importantes na minha vida, não poderia deixar de registrar esse momento que se afirmou como uma estréia na posição de orador, ainda mais me desincumbindo de missão de tamanha responsabilidade e distinção. Faço o registro numa manifestação de alegria pela oportunidade vivenciada, mas também como tributo à memória de uma das mais dignas figuras da nossa história, a quem tive o prazer e a honra de conhecer pessoalmente.

• Integra a série de textos “INVENTÁRIO DO TEMPO II”.