Início » Cidades » S.O.S. FONTE DOS MILAGRES: Por Petrônio Souto -Jornalista e historiador

S.O.S. FONTE DOS MILAGRES: Por Petrônio Souto -Jornalista e historiador

20/02/2018 00:30 195 views
 

S.O.S. FONTE DOS MILAGRES: Por Petrônio Souto -Jornalista e historiador

(SE VOCÊ QUER A RESTAURAÇÃO DA FONTE DOS MILAGRES, COMPARTILHE, POR GENTILEZA):  Por Petrônio Souto -Jornalista e historiador

Sopé da Ladeira São Francisco, à direita: Rua Augusto Simões (antigo Beco dos Milagres), nº 59. No muro da casa está incrustada uma relíquia da cidade: A Fonte dos Milagres. Era na Fonte dos Milagres, “no sopé da colina onde se erguia a cidade de Nossa Senhora das Neves”, que “os colonizadores retiravam água doce para beber” (FOTOS 1 e 2, de 1977).

 

A imagem pode conter: atividades ao ar livre

Mas o que resta de um dos patrimônios históricos e artísticos mais valiosos da Paraíba é quase nada: uma espécie de moldura em pedra calcária com formato que denuncia sua origem e uma data –1849, ano da última restauração.

Hoje a fonte está quase que totalmente destruída e emparedada (FOTOS 3, 4, 5, 6 e 7, Guy Joseph, foto de 2004, Reginaldo Marinho, foto de 2017 e Google Maps, de Maio de 2015).

A imagem pode conter: planta e atividades ao ar livre
 
A imagem pode conter: atividades ao ar livre

A Fonte dos Milagres é rica de histórias e lendas. Ganhou notoriedade por ter sido palco do famoso “Crime do Frade”. Conforme relato de Wellington Aguiar, “junto à fonte, Frei José de Jesus Cristo Maria Lopes, ajudado por dois comparsas, matou por empalação sua amante Tereza, dominado pelo ciúme. O bárbaro crime ocorreu na madrugada de 31 de julho de 1801 e estarreceu a pequena Capital. Frei José de Jesus Cristo era franciscano e morava no Convento de Santo Antônio. Ele costumava banhar-se com Tereza, alta noite, na Bica dos Milagres”.

A imagem pode conter: atividades ao ar livre
www.reporteriedoferreira.com.br