BESSA GRILL
Início » Cidades » O BRASIL DO FUTURO: Francisco Nóbrega dos Santos

O BRASIL DO FUTURO: Francisco Nóbrega dos Santos

28/05/2014 00:41
nobrega-santos-206x200O BRASIL DO FUTURO:  Francisco Nóbrega dos Santos

O povo brasileiro vive o sabor amargo de uma frustração contagiante e que se estende a todas as gerações que contribuíram e ainda contribuem para uma grande nação, essa terra descoberta por Cabral e coberta por uma mar de lama.

O Brasil tornou-se imenso, com momentos de independência e de dependência, sob o jugo de outros países que sugavam e ainda sugam nossas riquezas naturais, com a conivência de uma classe política, nascida de uma geração que se eterniza e reveza o poder, como nas antigas capitanias hereditárias.

Excluída dessa malfada política está a classe trabalhadora que, a custo de muito sacrifício contribuiu para que essa Nação crescesse no conceito de uma grande república. Classe essa que, com sangue, suor e lágrimas, ( muitas vezes incontidas), mas que construíram, redes de esgoto, calçamento, vias, rodovias e estradas, com a força empírica dos seus esforços, além de erguerem núcleos habitacionais (horizontais e verticais), dando um contorno artificial, na beleza natural desse País.

Esse povo se orgulhava de haver contribuído com o progresso desse imenso território, alimentando a esperança de, uma dia, vivendo à sombra do reconhecimento, repousar sob a justa remuneração por tudo que fizera, (muitos ainda fazem) por esse País.

Hoje, esse povo que sonhava com a redenção de uma razoável remuneração (proventos), assiste o seu sonho se tornar um pesadelo, adormecido na frustração de seus devaneios, com uma aposentadoria que, aos poucos, vem se tornando uma verba assistencial, como as bolsas que o governo proporciona a alguns seguimentos da comunidade, como uma moeda de troca, por um preço de uma mercadoria chamada VOTO.

E assim vai crescendo o Brasil. Porém esse crescimento ocorre no tocante ao adensamento democrático, aumento esse em decorrência de uma promiscuidade, patrocinada com o dinheiro da previdência, desviado e retirado da grande massa de contribuintes, para patrocinar essa orgia, com a falta de controle e precária fiscalização de quem de direito.

Num futuro não muito longínquo o povo estará vivendo, com o resultado desse processo involutivo, o retorno ao regime colonial, comparado a uma grande parte do continente africano; E os causadores de tudo, as autoridades omissas estarão, no confortável desfrute de mansões, assistindo, “do alto” o resultado desse descaso, imunes e distantes dessas omissões, desfrutando da maleabilidade das leis que eles próprios fizeram e não as modificaram. E não é isso que desejamos para o Brasil. Fazer o que, apenas votamos…