BESSA GRILL
Início » Cidades » INAUGURAÇÃO ANIMADA

INAUGURAÇÃO ANIMADA

Marcos Souto Maior (*)

23/04/2013 13:26

M.S.Maior

Um sábado de lua crescente inspiraram os casais amigos, Antônio Carlos e José Benjamin, para uma esticada pela cidade, escolhendo um restaurante que serve bem, os frutos do mar.

Em torno de um excelente vinho francês Bordeaux a mesa foi bem servida por elegante garçom, com deliciosas lagostas, que na verdade eram lagostinhas, temporariamente proibidas para comércio, pelos órgãos públicos do meio ambiente do país. A proibição dava melhor e inegável sabor às lagostinhas!

Uma vela posta em castiçal de prata, solenemente dava o toque que completava a entrega final dos imóveis adquiridos pelos dois casais amigos há anos, bem localizados num bairro elegante da cidade e, com um apartamento para cada andar.

As conversas eram de todo tipo, desde viagem ao mundo árabe de Dubai, apelidada de verdadeira “a Disney dos adultos” e até mesmo o aluguel de uma casa de veraneio para o próximo ano. Contudo, o assunto noventa e nove por cento das conversas giravam em torno das novas, belas e modernas moradas.

De barrigas cheias e um toque sutil de embriaguez, os dois casais tomaram café e licor satisfeitíssimos e, pedem a conta para conferir e pagar. Gorda gorjeta foi deixada dentro da pequena pasta de couro do restaurante e a tradicional mensagem de boa noite para todos.

Triunfalmente, chegaram ao belo e moderno edifício, apitando seus carros, mesmo já  entrando a madrugada… Saltaram dos respectivos automóveis e eis que Zé Benjamin, o mais animado da noitada, sugeriu um banho na piscina do novel prédio, imediatamente concordado por Toinho Carlos. Vestiram suas roupas de banho iniciando a brincadeirinha de um jogar água no outro, postura de matuto mesmo!

Eis que descobriram dispor de uma fonte, para jorrar na piscina, porém o novato porteiro não sabia como operar. Tentaram ligar para o telefone interno do síndico, erraram o número certo e o cara mandou todo mundo a m… Aí os dois amigos começaram a cutucar tudo quanto é pitoco na piscina e, finalmente, jorrou a água da cascata.

Com o passar do tempo, logo sentiram que a água baixava, mas não ligaram muito porque imaginaram que as quatro pessoas pulando alegremente, faziam ondas do sobe e desce. De repente, numa passagem do Porteiro, avisou a todos que a água estava saindo pelo ralo… Corre daqui, corre dacolá, mas não conseguiram parar o desperdício d’água.

A fonte secou e a brincadeira acabou! Subiram para seus apartamentos com um ar de meninos trelosos. Zé Beija anunciou que iria aproveitar a falta de sono para juntar e levar para área de serviço, o lixo do novo AP com a despedida tradicional de: boa noite.

Dia seguinte Antônio Carlos se encontra no elevador com o amigo e qual não foi à surpresa quando disse: “rapaz eu ontem fiquei à vontade, de cueca e, quando menos esperei, a porta fechou e minha esposa não ouviu as batidas e gritos para abrir.” E concluiu: “tive que desfilar de cueca pelo novo edifício, até a recepção, e o Porteiro perguntou se iria tomar outro banho de piscina!? Tive sorte de ter acontecido na madrugada.”

   (*) Advogado e desembargador aposentado