BESSA GRILL
Início » Cidades » Ideia de transição na Síria é ‘ilusão’, diz ministro do Irã

Ideia de transição na Síria é ‘ilusão’, diz ministro do Irã

29/07/2012 15:46

A ideia de uma planejada transição de poder na Síria é uma “ilusão”, disse o ministro de Relações Exteriores do Irã, Ali Akbar Salehi, neste domingo, numa entrevista à imprensa, na qual o chanceler sírio, Walid al-Moualem, expressou o compromisso do governo em Damasco com o plano de paz do mediador internacional, Kofi Annan.

 

 

“Imaginar ingênua e erradamente que se houver um vazio de poder na Síria, e se houver uma transição de poder na Síria, um outro governo simplesmente assumirá o poder, isso eu acho que é apenas um sonho”, disse Salehi na entrevista, tendo ao lado Moualem. “É uma ilusão. Nós temos de examinar com cuidado a Síria e o que está acontecendo dentro do país.”

 

Moualem afirmou que a Síria também está comprometida com o plano de seis pontos de Annan para pôr fim a 16 meses de violência, na qual 18 mil pessoas foram mortas.

 

O plano pede um cessar-fogo — que tem sido amplamente ignorado pelos dois lados — como primeira etapa de uma transição política para pôr fim à violência.

 

Além disso, estabelece a abertura de acesso para ajuda, a libertação de pessoas detidas arbitrariamente, liberdade de movimento para jornalistas e liberdade para manifestações pacíficas.

 

“Nós estamos comprometidos com o cumprimento integral do plano do sr. Annan porque consideramos que este plano é um plano razoável”, declarou.

 

Moualem afirmou que a Síria tem capacidade para defender cada palmo de seu solo contra o que definiu como uma conspiração de grupos terroristas armados e que servem aos interesses de Israel.

 

“Eu garanto a vocês que o povo sírio é insistente, não apenas para confrontar esta conspiração, mas é insistente para sair vitorioso”, disse Moualem. Ele não aparecia em público desde o atentado que matou quatro das principais autoridades do governo do presidente Bashar al-Asssad, duas semanas atrás.

 

“Hoje eu lhe digo que a Síria está mais forte… Há menos de uma semana eles foram derrotados e a sua batalha fracassou (em Damasco), por isso se dirigiram para Aleppo, e eu garanto a vocês que a conspiração deles vai fracassar”, declarou o chanceler sírio.

 

(Reportagem adicional de Yeganeh Torbati em Dubai)