BESSA GRILL
Início » Cidades » Comando Nacional orienta o fim da greve; Bancários da PB decidem (hoje) segunda-feira

Comando Nacional orienta o fim da greve; Bancários da PB decidem (hoje) segunda-feira

26/10/2015 01:42

201510220147090000005639Conforme antecipado pela Imprensa na última sexta-feira (23), a greve dos bancários está muito próxima de terminar. Conforme informações repassadas, neste domingo (25), pelo presidente do Sindicato dos Bancários na Paraíba, Marcos Henriques, o Comando Nacional dos Bancários já recomendou a aprovação da proposta de reajuste salarial apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban).Ainda segundo Marcos Henriques, restam apenas pendências a definir pelo comando de greve em relação aos bancos públicos, especificamente, no caso da Caixa Econômica Federal (CEF).

 

Os bancários do Banco do Brasil já teriam aceitado a proposta. “Nesse caso as negociações ainda seguem em andamento”, informou diretamente de São Paulo, onde participa desde a semana passada das rodadas de negociação.O Sindicato dos Bancários na Paraíba promove uma assembleia-geral da categoria nesta segunda-feira (26), às 19h, na sede do Sindicato dos Bancários. A tendência é que o movimento ponha fim à greve que vai completar 21 dias.Proposta

 
A Fenaban procurou o Comando Nacional dos Bancários, neste sábado (24), para apresentar uma proposta global de encerramento da Campanha Nacional 2015. Além dos reajustes de 10% para os salários, para a PLR (Participação nos Lucros e Resultados) e para o piso e o de 14% para os vales refeição e alimentação.Os banqueiros ainda aceitaram abonar 63% das horas dos trabalhadores de 6 horas, de um total de 84 horas, e 72% para os trabalhadores de 8 horas, de um total de 112 horas. Assim, um dia após a assinatura do acordo, os trabalhadores, compensariam, no máximo, uma hora por dia útil, até o dia 15 de dezembro.Para o Comando de Greve, a nova proposta da Fenaban “significa a manutenção do modelo que vinha sendo colocado em prática nos últimos anos, de reposição integral da inflação mais aumento real e abono parcial dos dias parados”. Na proposta inicial, que levou os bancários à greve, os banqueiros se negavam até mesmo a repor a inflação do período e tentaram reconstruir um modelo ultrapassado de abono salarial.A nova proposta da Fenaban:- Pisos: Reajuste de 10%.

 
– Piso de portaria após 90 dias: R$ 1.377,62
– Piso de escriturário após 90 dias: R$ 1.976,10
– Piso de caixa após 90 dias: R$ 2.669,45 (que inclui R$ 470,75 de gratificação de caixa e R$ 222,60 de outras verbas de caixa).
– PLR regra básica: 90% do salário mais valor fixo de R$ 2.021,79, limitado a R$10.845,92. Se o total apurado ficar abaixo de 5% do lucro líquido, será utilizado multiplicador até atingir esse percentual ou 2,2 salários (o que ocorrer primeiro), limitado a R$ 23.861,00.

 
-PLR parcela adicional: 2,2% do lucro líquido distribuídos linearmente, limitado a R$ 4.043,58.
– Antecipação da PLR até 10 dias após assinatura da Convenção Coletiva: na regra básica, 54 % do salário mais fixo de R$ 1.213,07 limitado a R$ 6.507,55. Da parcela adicional, 2,2 % do lucro líquido do primeiro semestre, limitado a R$2.021,79. O pagamento do restante será feito até 01 de março de 2016.
– Auxílio-refeição: de R$ 26 para R$29,64 por dia.
– Cesta-alimentação: de R$ 431,16 para R$ 491,52.
– 13ª cesta-alimentação: de R$431,16 para R$491,52.
– Auxílio-creche/babá: de R$ 358,82 para R$ 394,70 (para filhos até 71 meses). E de R$ 306,96 para R$ 337,66 (para filhos até 83 meses).

 
– Requalificação profissional: de R$ 1.227,00 para R$1.349,70.www.reporteriedoferreira.com