BESSA GRILL
Início » Cidades » Chuvas torrenciais devastam cidades e causam mortes em Pernambuco

Chuvas torrenciais devastam cidades e causam mortes em Pernambuco

28/05/2017 15:42
 

Temer vai a Pernambuco avaliar prejuízos causados pelas chuvas

Créditos: Bruno Grubertt/TV Globo)

O presidente da República, Michel Temer, deve desembarcar ainda neste domingo (28) em Pernambuco, para avaliar os estragos provocados pelas chuvas. A informação é do ministro das Cidades, Bruno Araújo. “O presidente está indo para Maceió e, em seguida, segue para Pernambuco, devendo chegar à noite”, afirmou, por telefone. O ministro se encontra no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, de onde tenta embarcar para vir ao Recife, participar de reunião com o governo do estado.

Bruno Araújo afirmou que o governo federal já tomou duas medidas para tentar amenizar os prejuízos nos municípios pernambucanos. De acordo com ele, o Ministério das Cidades está realizando o levantamento de todas as obras existentes em municípios atingidos. “O presidente me autorizou a realizar a priorização dos recursos financeiros para essas obras”. Ainda segundo Araújo, o Ministério da Integração Nacional disponibilizou toda a estrutura da Defesa Civil para ações emergenciais na região.

Entenda o caso

Os últimos dois dias foram de chuvas intensas em municípios da Zona da Mata Sul e do Agreste de Pernambuco, causando vários estragos. Em Lagoa dos Gatos, um casal morreu soterrado, após o deslizamento de uma barreira. Em Caruaru, duas pessoas estão desaparecidas. A Prefeitura de Barra de Guabiraba registrou cerca de 4 mil desabrigados. Em Cortês, o deslizamento de encostas deixou mais de 40 famílias desalojadas. Em Palmares, a Defesa Civil emitiu alerta sobre o nível do Rio Una. Em Barreiros, a Defesa Civil retirou moradores de oito bairros às margens do Rio Una.

Alagoas

Neste domingo (28), o presidente Michel Temer cancelou a reunião que havia agendado no período da tarde com o novo presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Rabello de Castro, para sobrevoar as áreas atingidas pela chuva em Alagoas. O estado vizinho também enfrenta problemas por conta das chuvas, em Maceió e municípios da Região Metropolitana. Quatro pessoas morreram e outras quatro estão desaparecidas.

www.reporteriedoferreira.com.br