BESSA GRILL
Início » Cidades » API explica empréstimos para jornalistas e alega negociação transparente

API explica empréstimos para jornalistas e alega negociação transparente

15/12/2016 00:26

A entidade reforçou a transparência e lisura do processo

A diretoria da Associação Paraibana de Imprensa (API) esclareceu, através de nota, a parceria firmada com o Governo Estadual para a abertura de uma linha de crédito no Empreender Paraíba, que possibilitou a realização de empréstimos para jornalistas. Segundo a nota, os procedimentos foram amplamente divulgados, bem como as regras e documentação que eram necessários serem apresentados pelos associados para a efetuação do contrato, ressaltando a lisura e transparência do processo.

O documento alega que “alguns” insinuaram maldosamente que o presidente da entidade na época, João Pinto, teria realizado “negociatas” para obter vantagens pessoais.

A diretoria atual da entidade, presidida por João Pinto e Sandra Regina, repudia, ainda, “a exposição dos associados, sobretudo nessa fase de crise econômica, sem que houvesse anteriormente uma fase de negociação para resolver a demanda, evitando constrangimento desnecessário”.

Confira:

Publicação de lista de jornalistas inadimplentes gera confusão nas redes sociais

Nos últimos dias, as redes sociais foram tomadas por uma intensa polêmica gerada pelo fato de o Empreender-PB ter publicado uma lista com os nomes de muitos jornalistas que contraíram financiamento, mas estão inadimplentes com o órgão. A divulgação causou revolta em alguns dos profissionais de mídia. Um deles chegou a gravar um áudio, cuja divulgação desautorizou posteriormente, dizendo que tanto o então vice-governador Rômulo Gouveia (PSD) quanto o ex-secretário do Empreender-PB, Tibério Limeira teriam dito, de maneira informal, que o empréstimo não precisaria ser pago. Em sua gravação, o comunicador ainda chamou a secretária de Finanças, Amanda Rodrigues, responsável pela cobrança, de “desconhecida” e “pau mandado”.
Amanda publicou uma nota a respeito do fato:
“A respeito de alguns poucos e recentes comentários a respeito de procedimentos adotados para cobrança de créditos repassados pelo Empreender Paraíba, gostaríamos apenas de deixar claro que:
1 – O Empreender Paraíba é uma linha de crédito para estimular o empreendorismo.  Não é um fundo de doações. É o que diz a lei. O dinheiro retorna para servir a outros empréstimos e, dessa forma, fomentar a economia formal;
2 – As cobranças estão descritas em lei e o governo do Estado sob hipótese alguma se omitirá em fazê-las, não havendo distinção ou privilégios entre beneficiados publicamente conhecidos. Pegou o empréstimo, formado por dinheiro público, tem que pagar. E qualquer eventual orientaçao informal num sentido contrário ao descrito não encontra respaldo na lei ou muito menos nas diretrizes do governo.
3- No mais, reafirmamos a importância do Empreender Paraíba para a economia local e renovamos as expectativas para que os débitos existentes sejam quitados em nome do fortalecimento do programa.”Por causa dessas declarações, Rômulo Gouveia se pronunciou negando que tenha dito que os valores não precisariam ser quitados.
Já o ex-secretário Tibério Limeira tratou do assunto através de uma nota, reproduzida abaixo:
Diante de informações que buscam associar o vereador eleito Tibério Limeira ao procedimento de liberação de créditos do Programa Empreender PB para profissionais da imprensa, cumpre esclarecer que:
1. Em 05 junho de 2014, período de liberação dos recursos, a Secretaria Executiva de Empreendedorismo era chefiada pelo senhor Eduardo Moraes Filho.
2. A designação de Tibério Limeira como Secretário Executivo de Empreendedorismo somente ocorreu em 04 de janeiro de 2015, portanto no ano seguinte, com a edição do Ato Governamental nº 0135, publicado no Diário Oficial do Estado.
TIBÉRIO LIMEIRA
Vereador eleito – PSB

www.reporteriedoferreira.com