BESSA GRILL
Início » Cidades » Apesar de ilegalidade, professores da UEPB mantêm greve

Apesar de ilegalidade, professores da UEPB mantêm greve

30/04/2013 14:43

Os professores da UEPB decidiram por continuar em greve em todos os campi da Paraíba, apesar de o movimento ter sido considerado ilegal a partir desta terça-feira (30). A greve deve seguir pelo menos até a próxima segunda-feira (6), quando acontecerá uma nova assembleia. A decisão foi tomada por unanimidade em assembleia realizada no campus de Campina Grande na manhã desta terça-feira (30).

Ao término da reunião desta terça, os docentes caminharam até a sede da Reitoria da UEPB, onde realizaram um ato público pedindo o início das negociações entre professores, governo da Paraíba e Reitoria. No último dia 24 de abril, o Tribunal de Justiça da Paraíba decretou a ilegalidade da greve, com um prazo de retorno às atividade em cinco dias sob pena de multa diária de R$ 10 mil. O prazo terminou ontem.

Os técnicos administrativos da UEPB decidiram em assembleia realizada na última quinta-feira (25) retornar ao trabalho nesta terça. Docentes e técnicos, no entanto, encaminharam um mandado de seguraça à Justiça para buscar a garantia da database.

Segundo a assessoria da Associação dos Docentes da Universidade Estadual da Paraíba (Aduepb), a greve foi deflagrada no dia 26 de fevereiro. Cerca de 20 mil estudantes estão sem aulas nos oito campi da instituição.

 

 

 

 

do G1PB