BESSA GRILL
Início » Cidades » A Dolorosa Denúncia – Marcos Souto Maior

A Dolorosa Denúncia – Marcos Souto Maior

21/02/2013 01:25

Marcos_Souto_MaiorSou sessentão assumido, e mesmo assim, não tinha sentido o forte impacto da renúncia de um Papa! Sim, porque a gloriosa missão papal, tradicionalmente, só teria fim com a própria morte do sucessor de São Pedro.

Estava distraído em casa, quando a televisão me chamou atenção, com notícia extraordinária, confirmando a decisão de Bento XVI em antecipar a conclusão da sua santa missão. Superficialmente, dizem que foram problemas pessoais decorrentes da sua precária saúde física e intelectual, contudo, não convenceu de todo a bomba estourada no seio do Vaticano, que seriam graves problemas internos da ordem católica, também contribuindo.

Na verdade o povo cristão ficou estarrecido e triste, na orfandade por alguns dias, até que a fumaça branca, da Capela Sistima, indique o sucessor do Papa Bento XVI, em meio a uma onda apressada de notícias desencontradas, mentirosas e deformadoras da imagem de homem puro e santo!

Para o leigo, fica difícil compreender a História Sagrada com as demais leis dos homens, até  porque a fé cristã é base de sustentação do cristianismo, sendo impossível avaliar a administração do catolicismo ao nível das falhas, que são inevitáveis a todos os mortais.

Um novo “Judas” apareceu, o mordomo papal Paolo Gabriele, traindo na divulgação criminosa de documentos secretos do Vaticano, que lhes foram entregues por covardes “habitués” da cúpula cristã, desejosos da desestabilização de Joseph Ratzinger. Pegou 18 meses de prisão e teve ainda o apoio criminoso do técnico de informática, Cláudio Sciarpelletti, condenado a 2 meses de prisão. E deveria ser mais…

Outros polêmicos escândalos ocorreram em torno do Banco do Vaticano fundado por Pio XII em 1942, hoje operando em 150 países, detendo 34 mil contas correntes, com 6 bilhões de Euros de ativos, que teria infringido normas italianas, com alegada “lavagem de dinheiro”. Tanto assim que o renunciante, logo designou o alemão Emst Von Freyber para o cobiçado cargo de Presidente do banco que é o Instituto de Obras de Religião (IOR). Denúncias de pedofilia envolvendo padres, em várias partes do mundo, igualmente contribuíram pela omissão do Cardeal e ex-arcebispo de Los Angeles, Roger Mahony, onde teriam acontecido centenas de abusos sexuais.

O santo papa Bento XVI foi vítima da inveja, da cobiça e da disputa pelo poder material dentre do mundo católico, aos seus 85 anos de vida e saúde pessoal, não suportou tamanha pressão, maldade e escárnio!

Ao mesmo tempo, a mãe natureza vem pontificando avisos a todo o mundo, desde ‘tusinamis”, vulcões em erupção, passagens de asteroides que caíram na Rússia e Cuba, a Coreia do Norte brincando de testar bomba atômica, e os contrastes das secas e das inundações. Entretanto, o que me chamou especial atenção, foi o raio que atingiu em cheio o Vaticano, ao tempo em que o Papa Bento XVI anunciava sua renúncia ao cargo. Para mim, um sinal claríssimo e forte para os que não levam a sério as coisas divinas!

“Devemos confiar no poder da misericórdia de Deus. Somos todos pecadores, na Sua graça nos transforma e renova.” Disse o pastor Joseph Ratzinger, aos sujos, traidores, e ambiciosos da vida. E ele vai continuar rezando, no isolamento por ele escolhido, em favor de todos do mundo, até a consumação dos séculos.