Ruy Carneiro propõe uma intervenção nas concessões de transportes públicos da Capital

O pré-candidato à prefeitura de João Pessoa Ruy Carneiro propõe uma intervenção nas concessões de transportes públicos da cidade, com o objetivo de garantir a qualidade do serviço, melhorando a frota de ônibus com veículos climatizados e promovendo mais pontualidade nas viagens.

“Queremos transformar o transporte público na cidade, colocando veículos com ar-condicionado e na hora, porque o morador de João Pessoa não aguenta mais pagar caro na passagem e receber um serviço que não atende à expectativa”, ressaltou Ruy Carneiro.

Ruy Carneiro vem ouvindo os relatos negativos dos moradores da cidade sobre os transportes coletivos em suas visitas comunitárias. Para resolver os problemas, ele pretende priorizar a circulação dos ônibus nos principais corredores da cidade com faixas exclusivas e semáforos inteligentes, possibilitando que o ônibus chegue na hora na parada de ônibus.

Outra proposta de Ruy é melhorar e adequar as paradas de ônibus, incluindo iluminação e abrigo adequado para que o usuário não fique esperando no sol e na chuva, para garantir conforto e segurança, através de parcerias com empresas privadas.

Os terminais de ônibus também serão renovados, a partir do Terminal de Integração do Varadouro, que passará a acomodar as linhas da região metropolitana. “Essa é uma reivindicação antiga de todos os usuários das cidades vizinhas. Com o transporte no mesmo local, quem mora em outra cidade vai poupar tempo e ganhar mais qualidade de vida”, enfatizou Ruy.

O pré-candidato vai adequar o ponto da Lagoa para funcionar como terminal de integração, requalificar o terminal de Mangabeira/301 e implantar terminais nos bairros de Cruz das Armas/Oitizeiro, Cristo Redentor e Bessa, que contarão com unidades de atendimento à população em serviços públicos.




Anísio Maia poderá ter candidatura impugnada pela Justiça Eleitoral

 

O promotor Alexandre Varandas Paiva, do Ministério Público Eleitoral, propôs junto à Justiça Eleitoral uma Ação de Impugnação do Registro de Candidatura do deputado estadual Anísio Maia à prefeitura Municipal de João Pessoa pelo Partido dos Trabalhadores (PT).

O promotor, propôs a ação com fulcro no art. 127 da Constituição Federal, bem como no art. 3º da Lei Complementar nº 64/1990 c/c o art. 32, III, da Lei nº 8.625/1993,  nos termos do art. 3º da LC n.º 64/90, dentro do quinquídio legal.

Consta do processo principal(DRAP), já certificada a vinculação, comunicação feita à Justiça Eleitoral pelo Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores, informando da anulação parcial da convenção municipal(fl. 9 do evento 5393153), no tocante a chapa majoritária, ocorrida em 13/09/2020.

A ação não afeta os candidatos a vereador do PT escolhidos em convenção,  bem como da realização de uma nova convenção, realizada em 16/09/2020, onde ficou deliberado o apoio a candidatura do candidato a prefeito, pelo PSB,  Ricardo Vieira Coutinho, coligação formada pelo PT, com denominação “A FORÇA DO POVO”.

O promotor pede que seja recebida a ação de impugnação do registro de candidatura de Anísio Maia e que seja determinada a notificação dele para a defesa que tiver, no prazo de sete dias, “estando a matéria fática provada por documentos, sem necessidade de dilação probatória, seja julgada procedente a impugnação para indeferir-se o pedido de registro de candidatura do Impugnado”, diz o promotor




Brasil ultrapassa 140 mil mortes de Covid-19 após registar 729 óbitos em 24h

Com alta de mortes no Rio, Brasil ultrapassa 140 mil óbitos por Covid-19

De acordo com levantamento Secretarias Estaduais de Saúde, o país registrou menos de mil mortes da doença pelo 10º dia consecutivo

Desde o início da pandemia, mais de 32 milhões pessoas foram infectadas em todo o mundo

Após o estado do  Rio de Janeiro ter aumento na média móvel de mortes por Covid-19 por sete dias seguidos, o Brasil ultrapassou a marca dos 140 mil óbitos, nesta sexta-feira (25).

Nas últimas 24 horas, o país registrou mais 729 mortes causadas pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2), fazendo o total subir para 140.537. Já o número de casos confirmados de contaminações chegou próximo de 5 milhões, com 4.689.613. Desse total, 31.911 casos só de ontem para hoje.

De acordo com levantamento Secretarias Estaduais de Saúde, o país registrou menos de mil mortes por Covid-19 pelo 10º dia consecutivo.

A contagem de casos realizada pelas Secretarias Estaduais de Saúde inclui pessoas sintomáticas ou assintomáticas; ou seja, neste último caso são pessoas que foram ou estão infectadas, mas não apresentaram sintomas da doença.

Ainda segundo o balanço oficial do governo, 4.023.789 pessoas se curaram da covid-19 no Brasil e outros 494.105 casos estão em acompanhamento. A taxa de letalidade da doença no Brasil segue em 3%.

O ranking de número de mortes segue liderado pelo estado de São Paulo, que tem 34.877 óbitos causados pela Covid-19. O Rio de Janeiro continua em segundo lugar, com 18.166 mortes, seguido por Ceará (8.891), Pernambuco (8.129) e Minas Gerais (7.056).

Os estados que registram maior número de casos são: São Paulo (964.921), Bahia (303.058), Minas Gerais (283.479), Rio de Janeiro (259.488) e o Ceará (237.147).

Desde o início de junho, o Conass divulga os números da pandemia da Covid-19 por conta de uma confusão com os dados do Ministério da Saúde. As informações dos secretários de saúde servem como base para a tabela oficial do governo, mas são publicadas cerca de uma hora antes.

www.reporteriedoferreira.com.br




Paraíba registrou 567 novos casos de Covid-19 e 16 óbitos, 06 deles ocorridos nas últimas 24h.

Atualização Covid-19 | 25/09/2020

Paraíba confirma 567 novos casos de Covid-19 em 24h

Casos Confirmados: 119.134

Casos Descartados: 160.216

Óbitos confirmados: 2.778

Casos recuperados: 92.668

Total de municípios: 223

Nesta sexta-feira, 25 de setembro, a Paraíba registrou 567 novos casos de Covid-19 e 16 óbitos confirmados desde a última atualização, 06 deles ocorridos nas últimas 24h. Até o momento, 119.134 pessoas já contraíram a doença, 92.668 já se recuperaram e 2.778, infelizmente, faleceram. Até o momento, 362.482 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 31%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 31%. Em Campina Grande estão ocupados 32% dos leitos de UTI adulto e no sertão 39% dos leitos de UTI para adultos.

https://paraiba.pb.gov.br/diretas/saude/coronavirus/noticias/

www.reporteriedoferreira.com.br

 

 

 




Ex-governador Ricardo Coutinho tem candidatura impugnada pelo MPE

 

Foi protocolada junto ao Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, uma ação de impugnação de candidatura de Ricardo Coutinho (PSB) à prefeitura de João Pessoa. A peça é assinada pelo promotor eleitoral Alexandre Varandas Paiva. O argumento para pedir a negativa do registro de candidatura do socialista é a não quitação de uma multa pela ausência de votação em uma das eleições.

Na peça, o promotor afirma que para pedir o registro de candidatura, é preciso estar quite com as obrigações eleitorais e o candidato que não votou, não justificou e não pagou multa não pode participar das eleições.

Ricardo Coutinho terá sete dias para apresentar sua defesa.




STJ nega pedido de relaxamento de medidas cautelares a Ricardo Coutinho

O ex-governador Ricardo Coutinho sofreu um novo revés na justiça ao ter o seu pedido de relaxamento das medidas cautelares que lhe estão sendo impostas negado. A ministra do Superior Tribunal de Justiça, Laurita Vaz, que é a relatora dos casos referentes a Operação Calvário no tribunal negou o pedido da defesa de Coutinho.

Com esta decisão da ministra Ricardo segue impossibilitado de realizar atos de campanha durante a noite. Com esta proibição de estar fora de casa durante a noite, o ex-governador também segue sem poder participar de debates entre candidatos que ocorram a noite




Cícero Lucena e Léo Bezerra oficializaram o registro de candidatura junto ao TSE

O ex-senador Cícero Lucena (PP) e o vereador Léo Bezerra, do Cidadania, oficializaram o registro de candidatura, na tarde desta quinta-feira (24), no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para disputar à Prefeitura de João Pessoa, nas eleições municipais de 2020.

A chapa da dupla integra a seguinte coligação: PP/ PTB/ Republicanos/ PTC/ PMN/ Avante/PRTB/Cidadania/PMB.

PERFIL 

Cícero Lucena é natural de São José de Piranhas, no Sertão da Paraíba. Tem 63 anos de idade. É casado e tem ensino médio completo. Já foi prefeito de João Pessoa, ex-governador e ex-senador pela Paraíba. Léo Bezerra é natural de João Pessoa, tem 37 anos, é casado, tem ensino superior completo e foi vereador da Capital.

Chapa PSB/PT

Na manhã desta quinta-feira (24) quem também registrou a candidatura foi o ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), tendo o advogado Antônio Barbosa, do PT, na vice.  No registro, não consta a coligação com o PCdoB, que já formalizou coligação com o PT de João Pessoa, e segue na postulação própria, com o nome do deputado estadual Anísio Maia, tendo como vice na chapa o empresário Percival Henriques, indicado pelo PCdoB.

Na rede social, Ricardo Coutinho disse que a esperança move as pessoas. “É dela que extraímos as forças para lutarmos por um futuro melhor. Vamos semear a semente da esperança em João Pessoa. Vamos unir cada um que esteja comprometido em fazer nossa cidade sorrir novamente. Em momentos como este, o que nos separa precisa ser menor do que aquilo que nos une. É chegada a hora de união pela nossa cidade. Estaremos juntos em mais essa batalha”.

www.reporteriedoferreira.com.br




UFPB inscreve em 28 cursos e eventos on-line até domingo,27

 

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) inscreve em 28 cursos e eventos on-line até domingo (27), pelo Sistema Integrado de Gestão de Eventos (SIGEventos) da federal paraibana.

Há vagas para bate-papo virtual, ciclos de debate, cursos, encontros, formação, palestras, seminários e workshop. A depender da iniciativa, podem se inscrever estudantes, técnico-administrativos, docentes e público externo.

O SIGEventos é uma ferramenta para o gerenciamento de eventos que facilita o desenvolvimento das atividades e produções da comunidade acadêmica.

Caso ainda não possua cadastro no SIGEventos, clique neste link  (somente usuários externos à UFPB ). O sistema é melhor visualizado utilizando o Mozilla Firefox. Para abrir documentos, é necessário fazer o download do Adobe Reader.

Dúvidas sobre cadastro, acesso ao sistema e início das atividades dos cursos devem ser direcionadas à Pró-Reitoria de Graduação (PRG) da UFPB, através dos e-mails codesc@prg.ufpb.br ou prg@prg.ufpb.br.

Confira, abaixo, os cursos e eventos com inscrições abertas:

  • Cuidado nutricional na prática clínica
  • Programa: Sabores e Saberes da Ciência à Mesa _Live 2
  • I Ciclo Mirmecológico da UFPB – “Pequenas Notáveis”
  • Profletr@S-Ufpb: Diálogos na Web
  • Sextou com Geodiversidade
  • Discente Digital – curso preparatório para uso das tecnologias digitais no ensino remoto
  • Logoterapia e Análise Existencial
  • Metodologias Ativas para uma Educação Inovadora: Sequência Didática
  • Pedagogia Histórico-Crítica e prática transformadora
  • Química Experimental nas Escolas públicas de Bananeiras e Solânea
  • Redução de danos – princípios éticos e práticos. Segunda turma
  • Saúde Pública Global
  • Segurança do Paciente
  • Utilização da Planilha Eletrônica Excel como suporte às atividades acadêmicas e profissionais tecnológicas – Nível básico
  • Conselhos de Saúde e movimentos sociais no contexto de enfrentamento da Covid-19
  • I Encontro on-line do Curso Técnico em Agropecuária do CAVN e III Dia Comemorativo ao Técnico em Agropecuária
  • IV Encontro Institucional de Pós-Graduação – IV ENIP da UFPB
  • Pandemia & Tecnologia: Os Novos Paradigmas da Atuação do Contador
  • Reunião Geral do Nupedia
  • Clamores da subjetividade: Confiança e medo em Quarto de Despejo de Maria Carolina de Jesus
  • Da santificação da mãe à demonização da mulher: o paradoxo feminino na contemporaneidade
  • Webinar – Manejo Sustentável do cipó-titica (Heteropsis flexuosa)
  • III Seminário sobre Direitos Humanos, Direito Penal e Direito Processual Penal após o Pacote Anticrime: avanços, retrocessos e desafios
  • Os Desafios da Advocacia durante e após a Pandemia
  • Seminário dos Grupos de Trabalho do Histedbr – Região Nordeste
  • V Seminário de valorização da Vida
  • II Simpósio sobre Documentos Digitais da UFPB
  • I Workshop: Integrando Saberes

www.reporteriedoferreira.com.br   Par – Ascom/UFPB




Se o critério fosse coerência, petistas ficariam com Ricardo Coutinho

 

Socialista ficou ao lado de Lula e Dilma após denúncias de corrupção e agora busca reciprocidade

Antes de ser preso, Lula (D) conversa com Ricardo Coutinho e com a ex-presidente Dilma Rousseff durante agenda na Paraíba. Foto: Divulgação

O cantor e compositor Tom Jobim nos legou uma frase memorável. De forma direta e simples, dizia que “o Brasil não é para amadores”. E ele tinha razão. O Brasil, realmente, não é para amadores. A gente pode tirar uma lição disso observando a relação entre o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) e o PT no Estado. Minha observação não visa dizer quem está certo ou errado, afinal, as relações humanas são por essência imperfeitas. Agora, convenhamos, fosse por coerência, o Partido dos Trabalhadores seguiria o socialista na disputa eleitoral deste ano.

Basta um olhar sobre a história. É verdade que o ex-governador, hoje, tem a imagem profundamente arranhada por causa das acusações de corrupção. Ele se tornou réu em várias das denúncias protocoladas na Justiça e terá dificuldades para provar sua inocência. Mas é importante dizer que o Ricardo Coutinho, agora enrolado, é o mesmo que anos atrás comprou as brigas homéricas em defesa do ex-presidente Lula e da ex-presidente Dilma Rousseff, ambos do PT. O primeiro chegou a ser preso e a segunda foi alvo de um impeachment.

É bem verdade que a história de Ricardo Coutinho com o PT, na Paraíba, sempre foi recheada de altos e baixos. O hoje socialista surgiu politicamente nas fileiras do Partido dos Trabalhadores. Pela sigla, foi eleito vereador e deputado estadual. Depois, numa relação conflituosa, mudou para o PSB. De lá para cá, estiveram por vezes de mãos dadas, com petistas empregados nas gestões socialistas, e por outras em pé de guerra. Mas foi justamente no momento mais difícil da história petista que Ricardo comprou as dores da antiga casa.

O socialista brigou com os opositores de Lula e Dilma nacionalmente e na Paraíba. Ele usou o peso político, por exemplo, para derrotar um inimigo comum: o ex-senador Cássio Cunha Lima (PSDB), que tinha grande influência nacional. Além disso, foi visitar Lula na cadeia e adotou postura combativa contra o ex-presidente Michel Temer (MDB), sucessor de Dilma. Talvez por isso, recebeu a solidariedade de Lula e da presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann. Com eles, conseguiu o sinal verde para a intervenção no diretório municipal da sigla, na capital.

Talvez pela forma, o apreço da executiva nacional do PT não foi o mesmo dos petistas paraibanos. O candidato do PT, Anísio Maia, por exemplo, acusou o socialista de “mover-se nas sombras” para impedir a postulação petista dele. Disse ainda que Ricardo Coutinho, pelas denúncias de corrupção, não tem condições de combater os candidatos classificados por ele como de extrema-direita. O que se tira de verdade disso é que, em João Pessoa, a sigla busca passar longe da operação Calvário. A postura de agora, dos petistas, é bem diferente da de antes, do socialista. Ou seja, cada um por si.

www.reporteriedoferreira.com.br / Blogsuetonisoutomaior




Presidente do PRTB destaca participação de Mourão na campanha de João Pessoa

PRTB referendou apoio a Cícero durante convenção em João Pessoa (Foto: Divulgação)

O presidente municipal do PRTB, João Eduardo, projetou o crescimento da legenda nas eleições deste ano em João Pessoa. Segundo ele, o partido montou uma chapa competitiva e está deverá eleger de dois a três vereadores na capital.

João Eduardo destacou o potencial dos candidatos do PRTB, que atuam em diversos segmentos na cidade. “Montamos uma chapa bem eclética, respeitando a representatividade de gênero, e com pessoas que têm serviços prestados à cidade. Pelo trabalho que estamos fazendo deveremos ampliar nossa representatividade na Câmara e eleger até três vereadores este ano”, afirmou.

Na última semana, o PRTB homologou, durante convenção, a candidatura de aproximadamente 40 representantes na disputa proporcional e também o apoio à candidatura a prefeito de Cícero Lucena de João Pessoa.

Para João Eduardo, o partido vai coeso para a disputa e deverá contar com a participação do vice-presidente da República, Hamilton Mourão. “O nosso vice-presidente Mourão já se colocou à disposição para participar da campanha, caso seja necessário, e isso, com certeza, vai dar um impulsionamento importante ao nosso partido na disputa”, destacou.